‘Está na altura de reunir as tropas e avançar em frente em nome de um desígnio para Barcelos’

Autárquicas em Barcelos: o balanço possível e necessário

Autárquicas em Barcelos: o balanço possível e necessário

Pub

 

 

Mário Constantino é o candidato do PSD à Câmara Municipal de Barcelos, legalmente formalizado pela Direcção Nacional. Há uma possibilidade de retirar o poder ao Partido Socialista. Por isso, apelo a todos: está na altura de reunir as tropas e avançar em frente em nome de um desígnio para Barcelos.


 

 

As eleições autárquicas estão à porta. É preciso que a população seja conhecedora e esclarecida de tudo que foi ou não realizado para o bem comum.

Como é do conhecimento geral, fui eleito, em 2017, como líder da oposição, na União de Freguesias de Barcelos, Vila Boa, Vila Frescainha S.Martinho e S.Pedro.

Renunciei ao mandato, por coerência. Sempre afirmei publicamente que caso Rui Rio fosse eleito Presidente sairia do Partido Social Democrata, por não concordar minimamente com as suas ideias e visão de posicionamento ideológico do partido. O tempo veio dar-me razão.

Saí e coloquei o meu lugar à disposição da força partidária pela qual fui eleito.

Fiz exactamente o que Francisco Sá Carneiro fez em 1978 – discordou profundamente da linha de rumo que o partido estava a seguir, entregou o cartão ao partido e saiu. Voltou quando achou que o devia fazer.

Nunca fui apegado a poderes ou lugares, deixo isso para outros, usos e vezeiros que vergonhosamente não desistem dessas andanças. Contudo, segui sempre com atenção, o desenrolar do mandato autárquico, dando opinião, apoiando os eleitos sempre que solicitado e, como cidadão, exprimi sempre a minha posição perante os acontecimentos, pelo que tenho toda a legitimidade de arvorar, fazer o balanço que acho que deve ser feito.

Não existindo PSD em Barcelos, ou o que resta dele ser um pedaço de nada, ou seja, vários PSD pequeninos, enquanto se aguarda que surja gente nova capaz de reerguer ou fazer renascer, qual fénix, o verdadeiro partido mais português de Portugal, cabe aos ex-candidatos autárquicos, cabeças de lista derrotados em 2017, fazerem eles próprios um balanço do que foi feito nas suas freguesias ou uniões de freguesias pelo poder vigente.

Convoco todos a fazerem o mesmo que eu, expor nas redes sociais e outros meios de comunicação, qual o índice de cumprimento dos programas eleitorais e promessas aos eleitores, bem como as propostas e ideias aceites pelo actual poder dos programas eleitorais da oposição.

Os cidadãos Barcelenses merecem estar informados e saber a verdade dos factos.

Como poderão verificar nas fotos apresentadas, mais não são que os dois programas eleitorais, nos quais poderão confirmar que muitas medidas executadas estavam plasmadas somente no meu programa eleitoral.

A verde as minhas propostas e as propostas copiadas, a azul as propostas do meu programa eleitoral que, coincidentemente, a Câmara Municipal de Barcelos executou.

Câmara de Barcelos e União de Freguesias copia(ra)m programa eleitoral da oposição

Como ex-candidato à presidência da UF Barcelos, Vila Boa, VFSMartinho e S.Pedro, nas últimas eleições autárquicas pelo Partido Social Democrata em coligação com o CDS, agora independente e fora da actividade partidária, congratulo-me, após este último mandato socialista na UF Barcelos, aferir que muitas das minhas ideias apresentadas no programa eleitoral foram incorporadas no plano de acção destes 4 anos.

Muitas dessas medidas já foram concretizadas e finalizadas no terreno, para bem dos fregueses, pese embora o actual elenco governativo tenha afirmado e rejeitado inicialmente toda e qualquer proposta, alegando que nenhuma era do interesse da comunidade.

Convém recordar que, em plena campanha eleitoral da altura, já aí o se PS apropriou indecorosamente de algumas das nossas bandeiras eleitorais, copiando ipsis verbis várias medidas do nosso memorando eleitoral e apresentando um segundo programa eleitoral com elas incluídas.

Regozijo e cumprimento com todo o sentido democrático, a humildade desta presidência da UF, em ter dado a mão à palmatória, recuando democraticamente, colocando a causa pública e o bem-estar dos cidadãos acima de querelas políticas e vindo por esse meio realçar que o programa apresentado por mim se coadnuvava com as reais necessidades da altura.

Obras da União de Freguesias

Relativamente à execução das minhas ideias, pela UF de Barcelos, passo a citar as que foram implementadas no terreno:

  • Site dinâmico da UF, facilitando a aquisição de documentação, informação e celeridade de procedimentos, sem obrigatoriedade de deslocação à sede de junta;
  • Ponte Casal de Nil – colocação de passeio do lado contrário à estrada, evitando que os transeuntes circulem na faixa de rodagem;
  • Requalificação do terreno na Rua Filipa Borges, junto à bomba de gasolina da BP, em V.F.S. Martinho, transformado agora num parque de estacionamento, faltando contudo a área de lazer para crianças e a circundante espaço verde;
  • Reabilitação dos espaços desportivos e de lazer, mormente o ringue em S. Pedro e o ringue da Urbanização de S. José, situações sinalizadas pelo nosso caderno de encargos;
  • Limpeza e requalificacao da frente ribeirinha, faltando a limpeza dos grafitis nas paredes e pedras da zona ribeirinha das piscinas, bem como um gradeamento de segurança junto ao rio, muito mais necessário, do que o cais de amarração de embarcações (barcos e caiaques), pois os açudes ainda não foram recuperados e o espelho de água para a prática de desportos náuticos ainda não existe na sua plenitude.
  • Substituição e colocação de contentores de lixo subterrâneos, para minimizar cheiros, impacto da imagem pública e salubridade;
  • Reabilitação da margem direita do Rio Cávado a poente da Fonte de Baixo;

Obras do Município

No que se refere a obras executadas pela Câmara Municipal de Barcelos:

Barcelos ‘deixa andar’

Por outro lado, faz-se sentir muita inação e deixar andar.

Entre outras, a nível de acção social escolar e de saúde, as autarquias mais não fizeram que manter o que vinha de trás, os mesmos apoios, as mesmas pessoas.

Mas lamento ainda que a promessa colocada no programa eleitoral do Partido Socialista para o largo do Brigadeiro, copiada do meu programa eleitoral, mas que infelizmente ficou no papel, e- que protagonizava um parque para autocaravanas que iria desenvolver, dar vida e actividade económica aquela zona, não tenha sido concretizada.

Lamento também a inacção relativamente a uma minha proposta eleitoral: a recuperação dos açudes, o que permitiria um espelho de água fantástico para a prática de desportos náuticos, criação de associações náuticas e uma fotografia para a entrada na cidade de Barcelos.

Mais lamento a não aceitação da ideia de criação de equipas multidisciplinares voluntárias, na saúde, que iriam médicos, enfermeiros, psicólogos, que circulariam em dias agendados pela UF (o quão bom seria, neste momento de pandemia), bem como o apoio à luta contra a obesidade infantil.

Além disso, lamento a não aceitação da criação de parcerias com centros de explicações, e equipas multidisciplinares para dar apoio aos estudantes mais carenciados para que estes não ficassem para trás. Hoje, certamente, teria sido uma mais valia, assim como a sinalizacão e apoio a pessoas que sofrem situações de discriminação, bullying, ou violência doméstica.

Por fim, lamento com veemência que nada tenha sido efectuado no que concerne à poupança energética e descarbonizacao, rejeitada a proposta de introdução do conceito de smart citiy na UF.

Este é o balanço possível até ao momento, pois toda a informação solicitada pelos eleitos (Joana, Nelson e Victor que, de forma abnegada, com sentido de serviço público e amor à causa pública têm lutado contra ventos e marés), em sede própria, é sonegada.

Balanço de final de mandatos

Passados 4 anos, Barcelos, Vila Boa, Vila Frescainha S.Martinho e S.Pedro, continuam na senda da estagnação, tal e qual o que aconteceu ao concelho de Barcelos durante estes 12 anos de governação socialista.

Gostaria de deixar algumas palavras de agradecimento à professora Ana Maria e ao eng. Ildefonso pelo facto de me terem ajudado a elaborar o programa eleitoral apresentado. São quadros de mais-valia para o concelho de Barcelos.

Reunir as tropas em nome de BarcelosA todos os ex-candidatos, relembro que independentemente da situação desastrosa, calamitosa e de quase extinção, em que alguns colocaram o Partido Social Democrata em Barcelos, todos os militantes e simpatizantes continuam com o coração laranja. Concordemos ou não, Mário Constantino é o candidato do PSD à Câmara Municipal de Barcelos, legalmente formalizado pela Direcção Nacional. Há uma possibilidade de retirar o poder ao Partido Socialista. Por isso, apelo a todos: está na altura de reunir as tropas e avançar em frente em nome de um desígnio para Barcelos.

Os ajustes de contas, se os houver, façamos-los no fim.

Abraço

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.

Corpo fit: como obtê-lo em 2021

Imagens: AMR

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

VILA NOVA é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, o seu contributo pode também ter a forma de publicidade.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Barcelos, Crónica, Política

About Author

António Manuel Reis

António Manuel Reis, nasceu em Barcelos a 07-10-1963. Concluiu em 1985, o curso na área de tinturaria têxtil UM/Mazagão. Formação em colorimetria, recursos humanos, automatização, sistemas de qualidade ISSO, planeamento, processos, produção. Industrial Têxtil de 1996 a 2009. Dirigente desportivo 1998 a 2004.Gestor empresarial de 2010 a 2013. Concluiu curso de formação de formadores em 2014. Trabalhador independente Real Estate Consultan 2018. Em curso, Licenciatura Ciências Sociais e Ciência Politica. Militante da JSD desde 1978/ Militante PSD desde 1981, delegado e Observador a Congressos, Delegado CPD, TSD, Membro da CPS, candidato a Presidente de Junta da UF Barcelos, deputado a UF. Candidato á Presidência da CPS. Membro independente da UF Barcelos. Partido Aliança em 2018.

Write a Comment

Only registered users can comment.