Investimento de quatro milhões de euros resulta em novo espaço-âncora para a urbe e concelho famalicenses

Em Famalicão ‘Temos Praça!’

Em Famalicão ‘Temos Praça!’

Pub

 

 

Em Famalicão, ‘Temos Praça!’, disse Paulo Cunha, o presidente da Câmara Municipal, há poucos dias atrás, após a realização das muito aguardadas obras no Mercado Municipal, um dos elementos identificadores da cidade e do Concelho. Sessenta e nove anos depois da sua inauguração, a Praça reabriu ao público este domingo, 25 de abril.

Totalmente renovada e modernizada, e dois anos depois de decorridos trabalhos de requalificação, a obra projetada pelo arquiteto Januário Godinho está apta a ser usufruída pelo público. mais moderno, mais atrativo, mais funcional, potenciador de novas experiências aos seus utilizadores. O mercado de produtores locais foi, desta forma, integrado num espaço moderno e de arquitetura arrojada que preserva e prolonga a traça original do Mercado Municipal original.

A Praça será um espaço para novas vivências culturais e urbanas, assentes num estilo de vida mais saudável e com mais qualidade, num cruzamento harmónico entre a tradição, modernidade e inovação.

No renovado Mercado, os clientes e consumidores poderão agora usufruir de um agradável espaço de restauração – sete restaurantes com esplanada coberta e ao ar livre -, para lá das habituais bancas de frutas e legumes, flores, peixe fresco e carnes do dia, bem como de padaria, queijaria e charcutaria.

“Hoje fez-se história em Famalicão. A Praça, espaço por excelência de afirmação dos valores e identidade famalicense, foi devolvida às pessoas. Renovada, confortável, bela. Encontramo-nos por lá”, desafia o autarca famalicense, lançando o convite aos famalicenses para visitarem e se apropriarem do lugar.

Praça mantém Mercado dos Lavradores e lojas de rua

O Mercado dos Lavradores, que é reservado à venda direta e ocasional de produtos agrícolas, agroalimentares e pecuários por parte dos produtores locais, terá a presença rotativa de perto de quatro dezenas de comerciantes. Nas lojas de rua existem mais de uma dezena de negócios variados, como arranjos de vestuário; retrosaria; drogaria; barbearia; ourivesaria; lavandaria; padaria, restaurante e café snack-bar. Um espaço de cozinha experimental para promoção de workshops, degustações, showcooking e espaços ajardinados para descontrair e respirar, completam as áreas nobres deste verdadeiro espaço cívico famalicense.

De momento, o acesso ao espaço está condicionado em função da situação pandémica, tendo uma limitação de cem pessoas. É obrigatória a utilização de máscara, o distanciamento social e a desinfeção das mãos nos acessos.

Praça será nova âncora famalicense

A Praça – Mercado Municipal de Famalicão “é muito mais do que um local, é uma dinâmica, é uma forma de produzir e consumir”, refere o Presidente da Câmara Municipal , Paulo Cunha, sublinhando que as portas do mercado “vão muito além dos limites territoriais”. “A Praça será o espaço âncora de uma nova estratégia de promoção, valorização e divulgação de todos os produtores locais famalicenses, que transcende das fronteiras físicas do mercado”, explica o autarca.

Com um custo total de quatro milhões de euros, a intervenção contou com verbas aprovadas no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU), assinado entre a autarquia e o Programa Operacional Norte 2020, que garantiram um cofinanciamento FEDER de 3,1 milhões de euros.

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.

Imagens: M VNF

**

VILA NOVA: conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque considera válido o trabalho realizado.

Apoie a VILA NOVA. Efetue um contributo sob a forma de donativo através de netbanking, multibanco ou mbway.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91 — BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

Envie-nos os seus dados fiscais. Na volta do correio, receberá o respetivo recibo.

Gratos pelo seu apoio e colaboração.

*

Imagens; M VNF

Pub

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.