Clube pretende abandonar estádio de 200 milhões e reconstruir o antigo por 60 milhões

Sporting de Braga quer reabilitar Estádio 1º de Maio

Sporting de Braga quer reabilitar Estádio 1º de Maio

Pub

 

 

Sporting de Braga pretende regressar ao Estádio 1.º de Maio. Propõe-se, por isso, a requalificar o belo recinto abandonado há 17 anos, dotando-o de uma capacidade para 20 mil espetadores, e construir um edifício multiusos com uma área de restauração fast-food, escritórios e hotel, divulgou o Jornal de Negócios.

Mas não é de hoje que o SC Braga, liderado por António Salvador, tem vontade de regressar a um estádio icónico na região e no país. Assim, resolveu apresentar à respetiva autarquia um projeto de requalificação da sua antiga ‘casa’, orçamentado em 60 milhões de euros, investimento que seria suportado integralmente considerando uma concessão do espaço ao clube bracarense por cerca de 80 anos.

O estudo foi entregue ao Município de Braga no final do ano passado. No documento, o clube propõe-se dotar o 1.º de Maio com “20 mil lugares de lotação com a melhor experiência de estádio possível – ‘Close to the Action’”, assim como a “cobertura integral das áreas de bancada para maior conforto dos espetadores” e “estacionamento para cerca de 800 veículos ligeiros”. O Estádio Municipal “não serve porque não está direcionado para a vertente desportiva e da emoção de um jogo de futebol”, referiu o presidente do clube à Rádio Universitária do Minho.

No projeto, o Sporting Clube de Braga propõe-se também alterar o modelo de atividade futura, considerando  fundamental complementar as atividades de estádio com atividades que gerem fluxo todos os dias da semana no sentido de conseguir mais sustentabilidade para o negócio do futebol bracarense. O atual campo de treinos seria, assim, ocupado pelo referido edifício multiusos.

O desenho proposto “é totalmente compatível com a atual implantação do pavilhão do ABC”, mas admite “a possibilidade de este ser reconstruído e/ou ampliado”, refere ainda o jornalista Rui Neves citando o clube, mais lembrando que “é intenção da Câmara Municipal de Braga unir os parques da Ponte e do Monte Picoto, criando um grande parque central que integrará o Estádio 1.º de Maio, a piscina municipal, o pavilhão do ABC e o Altice Forum”. Assim, defende o clube bracarense, “o estádio, a piscina, o ‘food court’, o pavilhão e o hotel serão o cerne do futuro parque central da cidade, contribuindo decisivamente para a sua afirmação como o principal polo de entretenimento e lazer do município”, acrescentando ainda que, “a poente do estádio, na zona dos campos das Camélias, será construído um novo complexo totalmente destinado ao atletismo”.

Respeitando a “memória coletiva dos adeptos do Braga, e dos bracarenses em geral”, o projeto de requalificação do 1.º de Maio contempla a preservação, “em toda a sua extensão, da Porta da Maratona e a fachada do estádio”.

‘Pedreira’ a caminho dos 200 milhões

A fatura última do estádio construído em Braga para o Euro 2004 ainda não foi emitida, mas o seu custo ultrapassa já os 180 milhões de euros, devendo o custo final aproximar-se dos 200 milhões de euros.

Apesar da simbólica denominação, a ‘joia arquitetónica’ assinada por Souto Moura, sofre de vários problemas em termos de acessibilidade e conforto para os adeptos e utilizadores.

Câmara de Braga não quer novo estádio

Ricardo Rio, o presidente da Câmara de Braga discorda do projeto, e esclareceu publicamente, através da RUM, que “o objetivo do executivo municipal é a reabilitação” do estádio projetado pelo arquiteto Eduardo Souto Moura, tendo já sido necessário “interromper a atividade em algumas zonas do próprio estádio, por razões de segurança”.

A autarquia aguarda um estudo da Universidade do Minho para proceder depois à reabilitação do Estádio Municipal

O autarca bracarense abre as portas a uma possível colaboração com o clube, lembrando embora a conclusão de “muitos bracarenses (…) de que o novo Estádio Municipal foi um desbaratar de recursos públicos, que nem sequer serve ao SC Braga”.

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.

Imagens: SCBraga

**

VILA NOVA: conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque considera válido o trabalho realizado.

Apoie a VILA NOVA. Efetue um contributo sob a forma de donativo através de netbanking, multibanco ou mbway.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91 – BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

Envie-nos os seus dados fiscais. Na volta do correio, receberá o respetivo recibo.

Gratos pelo seu apoio e colaboração.

*

Pub

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.