Como se faz a programação cultural fora dos grandes polos urbanos? No gnration procuram-se algumas respostas

Luís Sousa Ferreira à conversa sobre ‘Territórios Periféricos e Criação Contemporânea’

Luís Sousa Ferreira à conversa sobre ‘Territórios Periféricos e Criação Contemporânea’

Pub

 

 

Territórios Periféricos e Criação Contemporânea é o novo ciclo de conversas do gnration e debate programação cultural fora das grandes cidades. A primeira conversa acontece já este sábado à tarde com Luís Sousa Ferreira, diretor do 23 Milhas de Ílhavo, fundador do Festival Bons Sons, de Tomar, e consultor da Braga’27.

A criação contemporânea assume um caráter central na programação do gnration. Das propostas expositivas ao programa de música, passando pela encomenda de novos trabalhos artísticos, o agora e o amanhã são o mote da sua atividade. Com o intuito de promover uma reflexão sobre o que significa desenvolver programação centrada na contemporaneidade fora dos dois grandes polos urbanos do país, o gnration apresenta o ciclo de conversas Territórios Periféricos e Criação Contemporânea. Ao longo do ano, num conjunto de conversas de carácter informal receberá personalidades e estruturas que, atuando noutros pontos geográficos, desenvolvem um trabalho que cruza estas duas dimensões. A moderação de cada conversa estará a cargo do jornalista Samuel Silva, colaborador no jornal Público.

Luís Sousa Ferreira é diretor do 23 Milhas, projeto que agrega os quatro espaços culturais do município de Ílhavo e restantes eventos culturais; consultor artístico e de comunicação da candidatura Braga’27; docente no curso de programação e Produção Cultural, na ESAD das Caldas da Rainha e diretor artístico do projeto Aldear, na região do Tâmega e Sousa. Formado em Design Industrial, foi comissário cultural, na Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, assumiu a coordenação de produção e desenvolvimento da experimentadesign e trabalhou no Centro De Estudos de Novas Tendências Artísticas (CENTA) como produtor cultural. Luís Ferreira foi também fundador e diretor artístico do BONS SONS, festival comunitário de música portuguesa, em Cem Soldos – Tomar, e cofundador do colectivo‐mente. Foi ainda Membro do Grupo de Trabalho de Aperfeiçoamento do Modelo de Apoio às Artes e, desde 2019, é Membro do Conselho Consultivo Portugal Expo 2020 Dubai e cronista na Revista Gerador.

A conversa será transmitida online no facebookyoutube e site do gnration.

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.

Imagem: Gnration

**

VILA NOVA: conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque considera válido o trabalho realizado.

Apoie a VILA NOVA. Efetue um contributo sob a forma de donativo através de netbanking, multibanco ou mbway.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91 – BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

Envie-nos os seus dados fiscais. Na volta do correio, receberá o respetivo recibo.

Gratos pelo seu apoio e colaboração.

*

Pub

Categorias: Agenda, Braga, Cultura

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.