‘Deus e o Diabo é que me deram este poder de / escrever versos e rimar e ornamentar / as estrelas que nunca brilham’

O Rei do Mundo responde ao Poema Indecente com um antipoema

O Rei do Mundo responde ao Poema Indecente com um antipoema

Pub

 

 

Não…

Não era minha intenção nascer no

meio dos reis e dos palhaços malabaristas

e dos donos destas estradas inócuas.

Não… Não… Não…

Não era minha intenção ser pintado

num retrato a óleo com o meu fato de

batismo como se fosse a Gioconda (só que

em tamanho pequeno e mais barato).

Não era minha intenção conhecer

estas nuvens brancas nem saber todas

as palavras e significados do “Le Petit

Larousse Illustré” estudados pelos mais

sábios linguistas deste mundo.

Não… Não… Não… Não… Não…

Não era minha intenção ser filho

de Deus e afilhado do Diabo e ser criado

por toda a Corte dos anjos dos Sete

Céus e das Sete Igrejas.

Até nem queria ser poeta….

Que maçada escrever versos

nos tempos livres enquanto observo

poetas medievais…. Deus e o Diabo

é que me deram este poder de

escrever versos e rimar e ornamentar

as estrelas que nunca brilham.

E assim, sentado num jardim

a olhar as crianças que riem

e para as aves que voam, lá ando eu

a escrever versos sobre tudo e sobre nada

até que algum anjo me leve

(ou que o Diabo se antecipe e me

Leve mais cedo ainda).

Não gosto de poemas



1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.

Assírio & Alvim (re)antologia Luís Miguel Nava com ‘Poesia’

Obs: publicação original no blogue Sarcasmos Irónicos.

Imagem: Van Gogh

**

VILA NOVA: conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque considera válido o trabalho realizado.

Apoie a VILA NOVA. Efetue um contributo sob a forma de donativo através de netbanking, multibanco ou mbway.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91 — BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

Envie-nos os seus dados fiscais. Na volta do correio, receberá o respetivo recibo.

Gratos pelo seu apoio e colaboração.

*

Memória dos livros… em jeito de balanço

Pub

Categorias: Cultura, Literatura, Poesia

Write a Comment

Only registered users can comment.