Braga, Porto, Aveiro, Lisboa e Setúbal são os distritos contemplados

Família | Rede de creches vai contar com mais de 1.000 novas vagas

Família | Rede de creches vai contar com mais de 1.000 novas vagas

Pub

 

 

Braga é um dos cinco distritos contemplados com um aumento de vagas na rede de creches que o Governo tem vindo a alargar em colaboração com inúmeras IPSS um pouco por todo o país. Ao todo, são cerca de 1.000 novas vagas que serão disponibilizadas mediante contratos para a construção e reabilitação de 25 equipamentos sociais, logo que as obras estejam concluídas e o respetivo pessoal necessário seja admitido.

Com estes contratos, “será aumentada e consolidada a rede de oferta em respostas nas áreas da infância”, refere o gabinete da ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. “Ao todo, serão abrangidas 1.214 vagas”, sendo que “mais de mil correspondem a novos lugares a criar”.

Os contratos têm como objetivo alargar e consolidar a rede de creches existente no país, tendo sido privilegiados “os concelhos mais carenciados em termos de taxa de cobertura de creches” e implicam um investimento de 12 milhões de euros, metade dos quais de comparticipação pública.

Reforço de anteriores medidas

Em novembro do ano passado haviam já sido assinados idênticos contratos para 15 creches, no total de 915 vagas, sublinhando o Governo que “o planeamento territorial, o estímulo ao investimento e o alargamento do nível de proteção social são alguns dos objetivos do PARES 2.0”.

Recorde-se que,  ainda no início de 2020, o Governo tomara também a decisão de alargar a gratuitidade das creches a todas as crianças beneficiárias do 1º escalão e aos segundos filhos de beneficiários do 2º escalão, numa medida que abrangeu 56.000 crianças.

 

Imagem: Bady Addas/Unsplash

**

*

VILA NOVA, o seu diário digital

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco (preferencial) ou mbway.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

*

Obs: envie-nos os deus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

*

Gratos pela sua colaboração.

*

Pub

Categorias: Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.