No primeiro confinamento, apoio do Governo chegou a 201 mil famílias, desta vez e por agora apenas estão a beneficiar 68 mil

Pandemia | Famílias com filhos até final do 1º Ciclo com apoio extraordinário até 100% da remuneração

Pandemia | Famílias com filhos até final do 1º Ciclo com apoio extraordinário até 100% da remuneração

Pub

 

 

Os pais com filhos na escola até ao final do 1º Ciclo e as famílias monoparentais vão poder optar entre estar em teletrabalho ou receber o apoio à família, que passará a permitir receber salário a 100%.

O Governo prepara também o alargamento do apoio dado aos pais em regime de teletrabalho e que até agora não eram elegíveis. Mas não será para todos os casos.

Após a reunião da Concertação Social ocorrrida esta quarta-feira, Ana Mendes Godinho, ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, disse que vão passar a existir “três situações” em que essa opção [no apoio à família] será possível, isto é, no caso das famílias monoparentais, no caso dos pais que têm a cargo crianças até ao final do primeiro ciclo, e ainda no caso em que as famílias que tenham a cargo uma pessoa dependente com deficiência igual ou superior a 60% de incapacidade.

Salário integral

Nos casos em que haja partilha do apoio entre os dois progenitores e nas famílias monoparentais, a contrapartida financeira passará a ser de 100% da remuneração base do trabalhador e não de dois terços como sucedia até aqui.

O apoio excecional à família, que o Governo já tinha aplicado no primeiro confinamento, em março do ano de 2020, é dirigido aos pais de crianças até aos 12 anos que tiverem de ficar em casa com os filhos devido ao encerramento das escolas.

Esta medida voltou a entrar em vigor em 21 de janeiro passado quando o ensino presencial foi suspenso. Prevê que os pais que tenham de ficar em casa com os filhos menores tenham direito a faltas justificadas, mas não a remuneração. Este apoio parcial é atribuído, até agora, a quem tem filhos menores de 12 anos. Contudo, não é dado quando o trabalho dos progenitores é compatível com teletrabalho.

As alterações agora propostas irão ser discutidas no Conselho de Ministros desta quinta-feira, devendo entrar em vigor “o mais depressa possível”.

Neste segundo período de confinamento, a Segurança Social recebeu até agora apenas 68 mil pedidos do apoio à família, enquanto em 2020 o apoio chegou a 201 mil famílias, com um impacto de 83 milhões de euros.

Imagem: AS

**

*

VILA NOVA, o seu diário digital

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco (preferencial), mbway.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

*

Obs: envie-nos os deus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

*

Gratos pela sua colaboração.

*

Pub

Categorias: Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.