Perda média nacional de água situa-se quase em 30%

Recursos | Vila do Conde é o concelho onde se desperdiça menos água

Recursos | Vila do Conde é o concelho onde se desperdiça menos água

Pub

 

 

Pela primeira vez, Vila do Conde tornou-se o concelho em que menos água é desperdiçada em fugas, roturas ou roubos na rede de abastecimento. Enquanto em Portugal se perde, em média, 28,8% da água, Vila do Conde tem um desperdício de apenas 9,4%. A zona é concessionada pela INDAQUA, que assim contribui para a preservação deste escasso recurso.

Em 2009, ano de início da operação da INDAQUA Vila do Conde, 37% da água que entrava na rede de distribuição acabava por perder-se. Em dez anos, o modelo de gestão aplicado pela concessionária permitiu diminuir as perdas de água para apenas 9,4%.

Vila do Conde é, desta forma, o município do país que regista o melhor desempenho, de acordo com o ranking recentemente publicado pela Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR), no que respeita à água com qualidade para consumo humano que é perdida através das redes de distribuição. Os dados, relativos a 2019, apontam ainda que a média nacional de perdas de água se situa nos 28,8%.

“Em 2018, Vila do Conde tinha já sido o terceiro município do país onde menos água se perdia e, em 2019, conseguimos melhorar esse resultado”, afirma Alexandre Leal, Diretor Geral da INDAQUA Vila do Conde. “Esta redução é sinónimo de poupança de um recurso cada vez mais escasso no nosso planeta. Evitar desperdícios de água permite aproveitar da melhor forma a água disponível e tornar o concelho mais resistente a cenários de escassez ou seca, por exemplo”, explica.

Recorrendo à mais avançada tecnologia e a uma equipa altamente especializada, o Grupo INDAQUA alcançou, em 2019, no conjunto dos sete municípios em que garante o abastecimento de água – Fafe, Matosinhos, Oliveira de Azeméis, Santa Maria da Feira, Santo Tirso, Trofa e Vila do Conde – uma média de perdas de 14,5%. Em 2020, dados provisórios das diversas concessionárias apontam uma redução para os 13,9%.

 

Imagem: INDAQUA

**

*

VILA NOVA, o seu diário digital

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco (preferencial), mbway ou paypal.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

*

Obs: envie-nos os deus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

*

Gratos pela sua colaboração.

*

Pub

Categorias: Mais recentes

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.