Passeios higiénicos de curta duração devem ser efetuados próximo do local de residência

Pandemia | Caminha interdita passeios junto ao mar

Pandemia | Caminha interdita passeios junto ao mar

Pub

 

 

Está interdito o passeio nos diversos passadiços e ecovias do Município de Caminha, por via da interdição dos passeios e da permanência em vias pedonais junto ao mar determinada pela respetiva autarquia. Neste município, a proibição abrange, assim, as freguesias de Caminha, Moledo e Vila Praia de Âncora, conforme despacho exarado por Miguel Alves, o presidente da Câmara local.

“Apesar do esforço de sensibilização e até do aparecimento da chuva, continuamos a ver muita gente a passear tranquilamente junto ao mar ou nas ecovias do concelho”, refere o autarca caminhense. Em permanente contacto com a Capitania e com a GNR, o Município de Caminha decidiu interditar o passeio nesses espaços. “Sei que há pessoas que precisam de fazer o seu passeio higiénico ou passear o animal de companhia mas isso deve ser feito de forma breve e junto a casa, não deve servir de desculpa para passar duas horas a passear à beira-mar”, acrescenta Miguel Alves. “Sinto muito, mas os profissionais de saúde que lutam todos os dias contra esta doença e estão no limite merecem este pequeno sacrifício de todos nós”.

A medida surge como uma das respostas locais ao endurecimento das medidas de confinamento anunciadas pelo Governo ao início da tarde desta quinta-feira. Perante a decisão de encerramento de escolas e de serviços públicos, tendo em conta as informações que apontam para uma disseminação alargada da denominada estirpe britânica da COVID-19, outras respostas preparadas pelo município caminhense contemplam ainda a criação de duas escolas de acolhimento para filhos de trabalhadores de prestam serviços essenciais nos edifícios da Escola Básica de Caminha e da Escola Básica e Secundária do Vale do Âncora, o reforço da equipa de distribuição de refeições escolares e a generalização do atendimento telefónico e online nos serviços da autarquia para marcação.  De todo o modo, todas as situações urgentes e inadiáveis, especialmente do ponto de vista social, têm atendimento presencial e imediato por técnicos da autarquia.

Covid-19 | Portugal lidera número de doentes por milhão de habitantes

Consumo | O mercado dos telemóveis dobráveis: uma tendência em crescimento

Imagens: Blogue do Minho

**

*

VILA NOVA, o seu diário digital

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco (preferencial), mbway ou paypal.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

*

Obs: envie-nos os seus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

*

Gratos pela sua colaboração.

*

Pub

Categorias: Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.