Hugo Moreira

Glória | ‘Dinheiro, Fé e Trabalho’, o Esplendor de Portugal

Glória | ‘Dinheiro, Fé e Trabalho’, o Esplendor de Portugal

Pub

 

 

Retrato do esplendor de Portugal


 

 

Deus quer, o homem sonha, a obra nasce.

Devo escrever aquilo que pretendo visualizar para que a minha alma se cumpra, ainda que à partida não saiba se neste texto conseguirei expor claramente a minha linha de pensamento.

Vejamos.

Talvez Deus me tenha incutido uma tarefa grandiosa. Talvez Deus tenha sido quem me salvou daquele dia em que quase tive uma overdose de cocaína acidentalmente e me tenham feito reanimação cardíaca e graças a Ele estou aqui hoje. Tenho uma dívida inteiramente grandiosa para com Ele e cabe-me a mim grande tarefa. Devolver o esplendor de Portugal. Afinal foi o país onde nasci e onde vivi todos os anos da minha vida. Foram poucas as viagens ao estrangeiro que fiz, mas só me deram a garantia que é aqui que eu estou bem.

Devolver o esplendor de Portugal. Afinal somos o país mais velho do mundo. Os mentores dos Descobrimentos e os primeiros a criar as bases da Globalização. Afinal somos todos um. E nesta era impera a necessidade de remar para bom porto. Se todos caberão neste barco? Não, a lotação é limitada e, segundo Pascoaes, nós temos um país dentro de nós, o que faz de nós uma Pátria. E uma Pátria é um ser espiritual.

Devo cultivar o lado espiritual? Sem dúvida que sim e só agora compreendo a necessidade de colmatar o meu défice financeiro com a espiritualidade que me excede. E Portugal também é assim. Tem pouco dinheiro, mas tem gente de fé. “Fé e Trabalho”, disse-me o homem da estação de Lousado. Ter-me-á dito também “Dinheiro” ou a memória ter-mo-á apagado?

“Dinheiro, Fé e Trabalho”. Venha o trabalho que eu tenho Fé e o dinheiro virá por mérito. Talvez seja Deus que por intermédio dos meus amigos de longa data me tenha oferecido dinheiro em troca dos serviços que tenha prestado por onde passo a ajudar pessoas. Estarei com vergonha de assumir a minha vontade de ajudar? É agora ou nunca.

Nunca a humanidade esteve a precisar tanto de um espiritualista. Os caminhos são pouco claros e sinuosos e há quem não deixe passar esta nobre brincadeira, mas eu continuarei a remar até encontrar… o Esplendor de Portugal.

Saúde | OMS alerta para ameaças de possíveis pandemias mais graves que a Covid-19

Imagem: Lolame/Pixabay

**

*

VILA NOVA, o seu diário digital

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco (preferencial), mbway ou paypal.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

*

Obs: envie-nos os deus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

*

Gratos pela sua colaboração.

*

Pub

Categorias: Crónica, Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.