Partido mostra-se incomodado com prejuízos ambientais e sociais resultantes desta prática

PAN Trofa questiona podas agressivas na Vila do Coronado

PAN Trofa questiona podas agressivas na Vila do Coronado

Pub

 

 

A Comissão Política Concelhia do PAN – Pessoas-Animais-Natureza da Trofa, indignado com o inusitado espetáculo causado pela poda severa (vulgo rolagens) em quase uma centena de árvores ornamentais da Vila do Coronoado, questionou a respetiva Junta de Freguesia.

Fernando Geração, porta-voz da concelhia da Trofa, considera que “este tipo de intervenção, agressiva, para além de desvirtuar o propósito desse tipo de árvores, pode revelar-se um ataque aos ecossistemas e ao zelo pela qualidade dos espaços verdes da Vila do Coronado, já que poderá colocar em causa a sobrevivência das [próprias] árvores.”

As árvores têm um papel preponderante na absorção de dióxido de carbono e são agentes na luta contra a crise climática, baixando as temperaturas e diminuindo os efeitos da poluição ambiental, garantindo o equilíbrio do planeta e o bem-estar das populações.

Assim, o partido solicitou esclarecimentos ao presidente da Junta de Freguesia do Coronado sobre as razões que levaram mais uma vez à poda severa de árvores ornamentais na vila, bem como as motivações técnicas que conduzem a tal intervenção.  Outro assunto que deixou o partido incomodado foi a impermeabilização com relva sintética da área circundante às árvores do Largo do Espírito Santo, que dificulta a boa captação de águas pelos solos, ao invés da opção de relva natural.

PAN Trofa com linhas bem definidas para atuação imediata

Entretanto, em entrevista concedida ao Notícias da Trofa, Fernando Flores Geração, empresário e militante de longa data do PAN agora com uma participação mais ativa na vida da estrutura concelhia do partido na Trofa. Eleito pelos militantes que compõem a comissão política local, assumiu como metas mais imediatas do projeto do PAN neste território a indispensável despoluição do Rio Ave, a construção da variante à EN14 – Estrada do Baixo Minho que liga Famalicão a Matosinhos, a chegada do metro ao concelho e mais e melhor consciencialização ambiental.

Natal | Os ‘Invisíveis’

Saúde | OMS alerta para ameaças de possíveis pandemias mais graves que a Covid-19

**

*

VILA NOVA, o seu diário digital

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco (preferencial), mbway ou paypal.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

Obs: envie-nos os deus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

Gratos pela sua colaboração.

*

Pub

Categorias: Ambiente, Política, Trofa

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.