Albano Mendes

Música | Palma, ‘o Comendador’, e Ocenpsiea matam saudades dos velhos concertos no ‘Festival para Gente Sentada’

Música | Palma, ‘o Comendador’, e Ocenpsiea matam saudades dos velhos concertos no ‘Festival para Gente Sentada’

Pub

 

 

Em ano atípico, o Festival para Gente Sentada apresentou também uma edição atípica, apesar de bem condimentada: uma edição de Natal. O primeiro dia desta very special edition contava com um nome de peso, incontornável, no panorama da cultura portuguesa, em particular, no que diz respeito à música: Jorge Palma.

Do alto dos seus, quem diria, 70 anos de vida – não parece, está muito bem conservado -, o recente Comendador Jorge Palma, Jorge para os amigos, que os haveria na vasta plateia do Theatro Circo, na última quarta-feira, Palma cantou e encantou quem assistiu e tinha saudades dos ‘velhos’ e agora remodelados concertos. Em palco, vimos uma nova e mais recente faceta do Comendador: JORGE PALMA UNPLUGGED. Acompanhado apenas pelo seu herdeiro Vicente Palma – sóbrio, eficiente, discreto – e Gabriel Gomes – que dispensa apresentações – no acordeão.

Foi uma sucessão de temas imortais, num alinhamento muito bem conseguido, apresentando o reportório em tons minimalistas originais, despido de grandes arranjos instrumentais, mas cujas canções, facilmente reconhecidas pelos fans, conseguiram pôr o público a cantar. A título de exemplo refira-se «Frágil», que originalmente foi escrito e cantado em inglês e que mostrou que tinha «pernas para andar», segundo o próprio Jorge.

Palma mostrou-se bem disposto, empático e em grande forma, e com «fome» de palco – não faltando a saudação à resiliência do público bracarense, e não só, e à beleza da sala em que atuava.

Na 1ª parte, tivemos Ocenpsiea. Jovem banda de Braga, com um som instrumental, baseado no jazz, funk e hip-hop, e com muito «estilo», em que o baterista e o baixista se destacaram pelo brilhantismo das intervenções em relação aos demais.

Foi assim, o dia 1 deste Festival. To be continued…

Música | Cátia Mazari Oliveira cantou e encantou no Theatro Gil Vicente

Publicidade | VILA NOVA: deixe aqui a sua Marca

**

*

VILA NOVA, o seu diário digital

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco (preferencial), mbway ou paypal.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

*

Obs: envie-nos os deus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

*

Gratos pela sua colaboração.

*

Pub

Categorias: Cultura

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.