Projeto da Rota do Românico distinguido pelo ALA+T

Projeto da Rota do Românico distinguido pelo ALA+T

Pub

 

 

Viagem a Portugal, o projeto de turismo literário na Rota do Românico desenvolvido pelas Associações de Municípios do Vale do Sousa e do Baixo Tâmega e dos Municípios de Baião e Marco de Canaveses, foi distinguido pelo programa ALA+T — Qualificar para o Turismo. A iniciativa pretende contribuir para o desenvolvimento turístico do país, com enfoque no potencial do turismo enquanto dinamizador de territórios e comunidades locais.

Promover o turismo literário nos territórios dos vales do Sousa, Douro e Tâmega e inspirado na obra homónima de José Saramago (1922-2010), que percorreu o nosso país entre outubro de 1979 e julho de 1980, o projeto Viagem a Portugal pretende conceber um produto turístico que alie o património e a literatura. Entre outras iniciativas para o desenvolvimento destas regiões, o projeto prevê a criação de três guias turístico-literários propostos por escritores contemporâneos reconhecidos, a realização de oficinas de formação para o desenho de pacotes turísticos temáticos e diversas campanhas de comunicação e marketing.

ALA+T distingue também Portugal Rocks e Ria Formosa Através da Realidade Aumentada

Promovido pelo IPDT — Turismo e Consultoria com o apoio do Turismo de Portugal, este programa nacional de qualificação destinado à administração local autárquica, teve ontem, 10 de dezembro, o encerramento da sua segunda edição, com a realização, por via digital, da cerimónia de apresentação dos 13 projetos finalistas. Este evento contou com a participação da secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, e do presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo.

A equipa do projeto distinguido inclui técnicos da Rota do Românico (Duarte Pinheiro e Ricardo Magalhães, das Associações de Municípios do Vale do Sousa e do Baixo Tâmega) e dos Municípios de Baião (Aida Ribeiro e Dora Pinto) e do Marco de Canaveses (Cidália Mota e Gorete Babo).

Para além da Viagem a Portugal, foram também premiados os projetos Portugal Rocks (Municípios de Montemor-o-Velho, Penacova e Peniche) e Ria Formosa Através da Realidade Aumentada (Municípios de Faro e Olhão). O primeiro destes projetos de desenvolvimento desenvolveu uma plataforma online para os turistas acederem à informação sobre sítios de interesse geológico, nomeadamente os geoparques, e empresas de animação turística com atividades neste domínio. Já o segundo projeto permite apresentar aos visitantes da Ria Formosa o espaço natural, o ecossistema marinho e outros recursos da região.

rota do românico - ala+t - municípios - Amarante - Baião - Cabeceiras de Basto - Mondim de Basto

Acompanhamento garantido pelo Turismo de Portugal

Todas estas ideias de projeto de desenvolvimento turístico no coração do Norte de Portugal, conhecido por Rota do Românico, serão agora alvo de acompanhamento tutorial por parte do Turismo de Portugal, de forma a estruturar as propostas finais que poderão ser objeto de financiamento por parte daquele instituto público.

As duas edições do programa ALA+T contaram com mais de 230 participantes, em representação de 120 entidades da administração local. Na primeira edição, em 2019, foi também distinguido um projeto desta região, o DNA — Digital Nomads Adventure, apresentado pela Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa e pelos Municípios de Amarante, Baião, Cabeceiras de Basto e Mondim de Basto.

rota do românico - turismo - ala+t - valçe do sousa - vale do tâmega- património - portugal - viagem

Imagem de destaque: RR

Donativos a VILA NOVA Online

Tirar férias à vida – Algumas sugestões de leitura

Pub

Acerca do Autor

Comente este artigo

Only registered users can comment.