Wall Street disponibiliza contratos de futuro sobre este bem essencial à vida acrescendo preocupações sobre possível escassez

Recursos | Água começa a ser negociada em bolsa

Recursos | Água começa a ser negociada em bolsa

Pub

 

 

A água junta-se ao ouro, petróleo e outras commodities (mercadorias) – como o arroz, a soja ou a madeira -, transacionadas na Bolsa de Wall Street, deixando um rasto de preocupações de este recurso natural indispensável à vida se tornar escasso em diversas partes do mundo, anunciaram ontem diversas agências de informação financeira, nomeadamente a Bloomberg e a Markets Insider, esta segunda-feira.

Pela primeira vez na história, agricultores, fundos de investimento e regiões podem agora apostar na disponibilidade futura de água. O primeiro contrato bolsista de futuros sobre este bem essencial incide nas águas da Califórnia que, por si só, representa o maior mercado agrícola dos EUA e a quinta maior economia do mundo. Embora haja, no entanto, quem considere que este mercado não alterará de forma significativa o mercado da água, o contrato de janeiro de 2021 do CME Group, vinculado ao mercado de água à vista da Califórnia num valor de 1,1 milhares de milhões de dólares  da Califórnia (aproximadamente 1.000.000.000,00 de euro), foi negociado esta segunda-feira.

Os futuros sobre a água estão vinculados ao Índice de Água Nasdaq Veles California, que foi lançado em 2018 e mede o preço médio ponderado por volume da água. O contrato de água de janeiro de 2021 que entrou no ar esta segunda-feira registou duas negociações.

Agricultores deverão ser os primeiros a usar este mercado

Este tipo de contratos foram anunciados em setembro passado, após uma vaga de calor e gigantescos incêndios florestais logo após uma a Califórnia emergir de uma seca de oito anos. Destinam-se a servir de garantia, em especial entre os grandes consumidores de água, como os grandes proprietários rurais produtores de amêndoa e as empresas concessionárias de eletricidade, contra as flutuações dos preços da água.

Embora a ideia de a água ser negociada em bolsa não seja de agora, tendo em conta a escassez anunciada de há anos a esta parte, os primeiros a adotar os seus contratos de futuros deverão ser os agricultores, não os investidores em geral, uma vez que poderão, assim, gerir os riscos de abastecimento, mitigando o golpe financeiro de uma eventual interrupção do fornecimento deste bem.

Nações Unidas fortemente preocupadas com escassez de água

As Nações Unidas há muito alertam para as mudanças climáticas impulsionadas pelo homem e as suas consequências, como secas severas e mais inundações, tornando a disponibilidade de água cada vez menos previsível. No médio prazo, preveem-se grandes alterações climáticas em todo o planeta, nomeadamente na Península Ibérica, havendo diversos especialistas a darem conta do facto de a temperatura estar a aumentar muito rapidamente e para as imprevisíveis consequências que a situação pode arrastar.

Dois mil milhões de pessoas vivem atualmente em países com enormes limitações e quase dois terços do planeta podem enfrentar a escassez de água muito em breve. A escassez de água e respetivos preços deverão tornar-se um tema quente nos próximos anos, tendo em conta o facto de as secas e inundações arrastadas pelas alterações climáticas, bem como o crescimento populacional e a poluição, se tornarem cada vez mais presentes em muitas regiões do planeta.

Ambiente | Corpo humano recheado de substâncias químicas perigosas

Saúde | Investigadores da CUF concluem que quase todos os pacientes de Covid-19 ganham anticorpos

Imagens: (0) Raymond Hui, (1) BM

**

*

VILA NOVA, o seu diário digital

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco (preferencial), mbway ou paypal.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

*

Obs: envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais ou outros.

*

Gratos pela sua colaboração.

*

 

 

Pub

Categorias: Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.