Fernando Ferreira

BioMindelo | Castanhinha-dos-carvalhos (Satyrium esculi)

BioMindelo | Castanhinha-dos-carvalhos (Satyrium esculi)

Pub

 

 

A Castanhinha-dos-carvalhos (Satyrium esculi) é uma borboleta pequena. Com face superior das asas  castanha-escura, nela se destaca uma sequência de manchas cor-de-laranja nas asas posteriores. As fêmeas possuem uma mancha laranja central nas asas anteriores.

A face inferior das asas é de um castanho mais claro, destacando-se uma linha branca intermitente, bem marcada, nas asas posteriores; destaca-se também uma sequência de manchas manchas alaranjadas marginais nas asas posteriores.

As asas posteriores terminam num pequeno apêndice, formando uma pequena cauda.

A fêmea é ligeiramente maior que o macho.

Corpo escuro na zona superior e esbranquiçado na zona inferior.

Os olhos são negros e as antenas são do tipo claviforme, constituídas por segmentos que alternam entre o branco e o preto, sendo o segmento terminal negro com uma pinta alaranjada na ponta.

Patas com um padrão zebrado, preto e branco, semelhante ao das antenas.

A hibernação dá-se no estado de ovo.

Castanhinha-dos-carvalhos

Envergadura

  • 30-33 mm.

Lagarta

  • A lagarta é verde, fusiforme e pubescente, semelhante à lagarta de Satyrium spini.

Habitat

  • Ocorre em matagais e nas orlas dos bosques de quercíneas (Quercus spp.), preferencialmente em locais termófilos e floridos, até aos 1000 m de altitude.

Reprodução

  • Espécie univoltina (uma geração).

Alimentação

  • A lagarta alimenta-se das folhas de azinheira (Quercus rotundifolia) e do carrasco (Quercus coccifera).

Período mais favorável à observação

  • Voa de Maio a Agosto.

Ameaças

  • Alteração dos habitats (transformação dos carvalhais em monoculturas);
  • Incêndios florestais.

Conservação

  • Preservação dos habitats (e.g. conservação do coberto vegetal e das florestas de carvalhos);
  • Prevenção de incêndios florestais;
  • Aumentar os esforços relativos ao estudo da biologia e ecologia da espécie, devido à sua restrita distribuição mundial.

Distribuição

  • Em Portugal continental encontra-se dispersa por todo o território, podendo ser encontrada do norte ao sul do país;
  • Existe no Norte de África, Península Ibérica, França e Itália.

Estatuto de Conservação

  • Pouco Preocupante (LC).

Observação da borboleta Castanhinha-dos-carvalhos (Satyrium esculi)

  • 07 de Julho de 2018; Mindelo – Vila do Conde – Portugal; Paisagem Protegida Regional do Litoral de Vila do Conde e Reserva Ornitológica de Mindelo
  • Canon PowerShot SX60 HS

Referências bibliográficas

 

Imagem: Fernando Ferreira – Photography

**

*

VILA NOVA, o seu diário digital

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco (preferencial), mbway ou paypal.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

*

Comércio | Feiras e mercado municipal regressam à Póvoa de Varzim

Coronavírus | Há vacinas contra a Covid-19 em janeiro, sim

Pub

Categorias: Ciência, LifeStyle

About Author

Fernando Ferreira

Fotógrafo de natureza. Vila do Conde.

Write a Comment

Only registered users can comment.