Após quebra de 45%, empresa de transportes públicos investe 350.000€ para captar utilizadores em 2021

Mobilidade | TUB aplicam revolução tarifária em Braga

Mobilidade | TUB aplicam revolução tarifária em Braga

Pub

 

 

 

Os TUB vão promover uma pequena revolução no seu tarifário para 2021, tendo em vista captar novos públicos e retomar progressivamente a rota de crescimento interrompida em 2020 por força da pandemia, depois de registarem um crescimento contínuo do número de utilizadores e do volume de receitas desde o ano de 2014 – situação única no panorama do transporte público nacional.

O ano de 2020 irá, por esta razão, encerrar o balanço com uma queda de 45% da sua receita direta face ao ano de 2019, consequência direta da situação pandémica que hoje vivemos.

Revolução tarifária à vista

A revisão tarifária ora encetada, em consonância com a política de mobilidade do Município de Braga, e que se pretende concretizar no próximo ano assenta em dois pilares: o alargamento da gratuitidade do transporte a todos os alunos até ao 12º ano e a eliminação da atual Coroa 2.

  • Quase total gratuitidade para alunos do ensino obrigatório

A primeira medida abarca todos os alunos do 10º, 11º e 12º ano que residem a mais de 3 km dos estabelecimentos de ensino e todos os alunos do ensino obrigatório que residam a menos de 3 km dos seus estabelecimentos de ensino (em ambos os casos, que usufruíam um desconto de 50% nos passes), e ainda os alunos até ao 12º ano do ensino público ou privado que estudam em Braga e que residam noutros concelhos (que apenas beneficiavam de um desconto de 25%).

Ficam apenas excecionados deste regime geral de gratuitidade para os alunos até ao 12º ano os alunos do ensino profissional, uma vez que recebem subsídio de transporte no quadro da sua formação.

  • Diminuição de zonas facilita utilização

Relativamente à segunda medida, além do benefício económico direto para quase 3.000 utilizadores, a mesma corporiza também uma simplificação do modelo tarifário dos TUB, que passa a ser composto pela Coroa 1 (que abarca a zona mais urbana da cidade, onde residem cerca de 140.000 pessoas) e pela Coroa 2, correspondente à atual Coroa 3 (zona mais afastada do centro da cidade).

Deste modo, melhora-se a perceção do tarifário, aumenta-se a facilidade de utilização e possibilita-se uma maior mobilidade, aspetos sempre muito importantes no momento da escolha do modo de transporte por parte dos utilizadores.

Estimular o uso do transporte público

A concretização destas medidas tem, além dos fins estratégicos que prosseguem, a sua base nas condições contratuais hoje existentes, seja ao nível do financiamento do PART (a reforçar em 2021), seja por via da celebração da contratualização do serviço de transporte com o Município de Braga.

Estas duas medidas, traduzem-se, a números de 2020, numa perda de receita direta de cerca de 350.000,00€, compensada por potenciais incrementos imediatos de utilizadores não estudantes e pelo estímulo ao recurso futuro ao transporte público pela população mais jovem do Concelho.

É ainda de assinalar que a empresa pública de transportes bracarense tem vindo a reforçar, em 2019, bem como em 2020, a renovação da sua frota, optando por veículos menos poluentes mas também oferecendo também mais conforto de utilização ao seu público.

Mobilidade | TUB prossegue renovação de frota com aquisição de viaturas elétricas

Publicidade | VILA NOVA: deixe aqui a sua Marca

Imagem: TUB

**

*

VILA NOVA, o seu diário digital

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco (preferencial), mbway ou paypal.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

*

Pub

Categorias: Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.