Barcelos recebeu bem e viu e ouviu ainda melhor um trio de músicos cada vez mais firmes nos lugares cimeiros do jazz made in Portugal

Música | Demian Cabaud’s ‘Tomorrow is the Question’ @JazzaoLargo

Música | Demian Cabaud’s ‘Tomorrow is the Question’ @JazzaoLargo

Pub

 

 

Foi com uma pontualidade, quase britânica, que Demian Cabaud, no contra-baixo, Marcos Cavaleiro, na Bateria, e Ricardo Toscano, no saxofone, deram início a mais uma sessão do ciclo Jazz ao Largo, esta quinta-feira, no Teatro Gil Vicente, em Barcelos.

Perante a ausência de última hora de André Fernandes, que completaria o previsto quarteto na guitarra, os músicos deram início ao concerto Tomorrow is the Question com uma sentida e justa homenagem ao conterrâneo de Demian e lendária figura do futebol, Diego Armando Maradona.

Prosseguiram, com a peça Angola, numa outra homenagem à liberdade, a tolerância, num improviso total, mas muito pleno de harmonia.

Para grande surpresa, atendendo a ser um dia útil, e devido aos condicionalismos sanitários, o Gil Vicente, apresentava grande moldura humana, pela quantidade de máscaras. O concerto deu para os habituais solos da praxe: de bateria, com Cavaleiro, sóbrio mas eficaz, como é seu timbre; de saxofone, de um Toscano bem disposto e a um alto nível; e do líder do combo, Demian (com grande classe) se mostrar surpreendido, com adesão do público, a apelar e agradecer o apoio à música, ao jazz, e aos artistas.

Depois de uma anterior, apenas em poucos dias, presença no GuimarãesJazz, Demian Cabaud presenteou-nos com uma noite musical curta, mas que deu para satisfazer o apetite de fruição de boa música – bom jazz improvisado – e de convívio entre todos… com as devidas distâncias.

 

Obrigado, Barcelos.

**

*

VILA NOVA, o seu diário digital

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco (preferencial), mbway ou paypal.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

*

Pub

Categorias: Cultura

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.