Mais de 2 milhões de pessoas abrangidas por municípios com bandeira verde pela implementação de políticas ‘amigas da família’

Viver | Famalicão entre as autarquias ‘mais familiarmente responsáveis’

Viver | Famalicão entre as autarquias ‘mais familiarmente responsáveis’

Pub

 

 

O Município de Famalicão voltou a ser destacado pelo Observatório dos Municípios Familiarmente Responsáveis como “Autarquia Mais Familiarmente Responsável”. Este é já o nono ano, o oitavo consecutivo, que a autarquia famalicense recebe esta distinção atribuída pela Associação
Portuguesa de Famílias Numerosas.

Para além de reconhecer as boas práticas de apoio às famílias promovidas nos últimos anos pelo município liderado por Paulo Cunha, a distinção destaca também as políticas sociais excecionais adotadas este ano pela autarquia como resposta à pandemia da Covid-19.

Plano de Reação à Situação Epidémica e de Intervenção Social e Económica oferece diversos apoios às famílias afetadas pela pandemia

Neste domínio, destaque para as medidas adotadas para fazer face à atual situação de emergência social. O conjunto de ações anunciadas no âmbito do Plano de Reação à Situação Epidémica e de Intervenção Social e Económica envolve diversos apoios às famílias que viram o seu rendimento mensal reduzir devido à pandemia.

Entre as várias ajudas estão, por exemplo, a comparticipação de rendas dos agregados familiares que tenham perdido rendimentos por força da Covid 19; do novo prazo excecional para obtenção de bolsa de estudo; da redução na faturação da água, águas residuais e resíduos sólidos; a criação de uma linha de apoio psicológico, a distribuição de equipamentos de proteção individual a todos os famalicenses no âmbito do projeto “Proteger Famalicão”, o alargamento do IMI Familiar aos casais com um dependente,
entre outras.

Este pacote de medidas de reação à emergência social provocada pela Covid-19 já valeu também a Famalicão o reconhecimento da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) e das Nações Unidas (ONU).

Autarquia tem em desenvolvimento quase uma centena de projetos na área da Educação

Mas estes não foram os únicos argumentos que valeram a atribuição do galardão à autarquia famalicense. No domínio da educação recorde-se que a autarquia tem em desenvolvimento perto de uma centena de projetos e ações para garantir que a Educação seja o grande fator de coesão social do
território. Entre as várias medidas promovidas, destaque para a oferta dos livros de atividades para todas as crianças do primeiro ciclo, a gratuitidade dos passes escolares para todos os alunos do concelho, desde o ensino básico até ao 12.º ano, a oferta dos lanches saudáveis e da fruta escolar e as bolsas de estudo aos estudantes universitários.

‘Casa Feliz’ apoia famílias com dificuldades na habitação

Na área social destaca-se o Programa Municipal “Casa Feliz” que ajuda as famílias mais carenciadas do concelho a realizarem obras de renovação das suas habitações. Este programa apoia também as famílias que mais precisam no pagamento das rendas, assim como oferece descontos e isenções nas tarifas de água e saneamento para as famílias numerosas e para as mais necessitadas.

Auxílios fiscais em sede de IMI

Em matéria fiscal, apesar de haver quem se manifeste em favor de benefícios adicionais em sede de IRS, a estabilidade fiscal do município ao longo dos anos não pode deixar de ser considerada uma mais-valia para as famílias: a taxa de IMI encontra-se fixada próxima do mínimo legal (0,35%) e a exite também um IMI familiar que atribui um desconto no pagamento do imposto tendo em conta o número de dependentes que integram o agregado familiar.

81 municípios reconhecidos como ‘familiarmente responsáveis’

Oitenta e um municípios, que abrangem mais de dois milhões de famílias portuguesas, foram distinguidos em 2020 com a bandeira verde para “políticas amigas da família” pelo Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis (OAFR) naquela que é a 12.ª edição da iniciativa.

O Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis é uma iniciativa da Associação Portuguesa de Famílias Numerosas, em parceira com Instituto da Segurança Social, tendo como principais objetivos
acompanhar, galardoar e divulgar as melhores práticas das autarquias portuguesas em matéria de responsabilidade familiar.

 

Imagens: (0) Município de Famalicão, (1) APFN

**

*

VILA NOVA, o seu diário digital

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco (preferencial), mbway ou paypal.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

*

 

Pub

Categorias: Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.