Albano Mendes

Música | César Cardoso levou standards de ‘Dice of Tenors’ a passear por Guimarães

Música | César Cardoso levou standards de ‘Dice of Tenors’ a passear por Guimarães

Pub

 

 

Foi, nas palavras do próprio líder do concerto do último sábado – César Cardoso, uma manhã de sábado, em Guimarães, a ver e ouvir standards de saxofonistas que o marcaram e motivaram na sua vida profissional, enquanto músico de jazz. A base foi  a mesma de sempre; no entanto, novas roupagens surgiram a colorir e animar músicas de todos conhecidas. Entre os acompanhantes, todos eles grandes músicos, destaque para Jeffery Davis e Marcos Cavaleiro que estiveram um pouco acima do brilho especial irradiado por todo o naipe presente no CCVF.

Apesar da hora madrugadora para um sábado – à 29ª edição disse-se «bom dia, GuimarãesJazz» -, o auditório do Vila Flor, apresentava menos lacunas de público do que se esperava e bem preenchido por um público fiel e que se encontra sedento de poder prosseguir o seu ritmo de vida habitual. O GuimarãesJazz prossegue a sua senda e, como sempre, espera por si.

Dice of Tenors

César Cardoso, nascido em Leiria, em 1982, é um saxofonista e compositor com uma atividade diversificada e profícua. No GuimarãesJazz, César Cardoso apresentou-em horas pouco usuais para o estilo musical, mais habituado a fazer-se ouvir em noites longas -, em conjunto com um grupo de músicos reputados do jazz nacional – o projeto “Dice of Tenors”. Este deu a origem a um álbum homónimo centrado na escrita de novos arranjos para uma seleção de standards do jazz compostos ou interpretados por alguns dos grandes saxofonistas tenor da história deste género musical – como por exemplo John Coltrane, Dexter Gordon ou Sonny Rollins, entre outros.

César Cardoso Ensemble 

César Cardoso • saxofone tenor e arranjos
Luís Cunha • trompete
José Soares • saxofone alto
Massimo Morganti • trombone
Jeffery Davis • vibrafone
Óscar Graça • piano
Demian Cabaud • contrabaixo
Marcos Cavaleiro • bateria

**

*

VILA NOVA, o seu diário digital

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco (preferencial), mbway ou paypal.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

*

Pub

Categorias: Cultura

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.