Covid-19 aumentou custos de proteção dos bombeiros com Equipamentos de Proteção Individual e as Corporações estão com dificuldades em fazer frente ao acréscimo de despesas

Bombeiros Voluntários preocupados com financiamento

Bombeiros Voluntários preocupados com financiamento

Pub

 

 

As Associações Humanitárias de Bombeiros Voluntários (AHB), enquanto entidades detentoras de Corpos de Bombeiros, encontram-se à beira do colapso, face à situação financeira existente, destaca hoje a Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP), após análise do atual momento vivido nas corporações em reunião ocorrida hoje mesmo.

A LBP manifesta-se, por isso, sobretudo francamente preocupada com os encargos que estas têm assumido com a aquisição de Equipamentos de Proteção Individual para proteção do pessoal no transporte de doentes de Covid-19 e as consequências do que afirmam ser um subfinanciamento aos Bombeiros pelo Governo no próximo Orçamento de Estado 2021, o que em pouco tempo poderá deixar em causa o socorro às populações.

Elevados custos e reduzido financiamento poderão deixar Bombeiros em colapso

Jaime Marta Soares, o Presidente da Liga, anunciou que “os elevados custos que têm sido suportados pelas Associações desde o início da pandemia, na ordem de muitos milhares de euros em cada Associação, e a consequente perda de faturação em transporte de doentes não urgentes, tem potencialmente criado as condições de perda financeira clara e objetiva”.

Estas situações, “a par da falta de compensação financeira por parte do Ministério da Saúde, (…)  resultam num descalabro financeiro que dificilmente as AHB conseguirão manter”. Por essas razões, considera o dirigente nacional dos Bombeiros que se encontra em perigo a manutenção destes Corpos de segurança.

O apoio financeiro às Associações Humanitárias votado na Assembleia da República, através da Lei n.º 2/2020, com a criação de um Fundo de Emergência, pode ser um alento nas frágeis finanças das AHB, num momento em que parece evidenciar-se no horizonte um ano ainda mais difícil, em especial se tido em conta “o fraco financiamento proposto pelo Governo no Orçamento de Estado para 2021”.

Liga dos Bombeiros manifesta desconforto

A ir por diante esta proposta, o Governo estará a dificultar a vida das Associações, logo dos Bombeiros, “deixando Portugal e os Portugueses à sua sorte”, acrescenta Jaime Marta Soares.

Face a um quadro da situação considerado “negro”, o Conselho Executivo da LBP manifesta ao Governo o seu total “desconforto perante a realidade e a falta de resposta positiva” às suas exigências pelos vários Ministérios, “nomeadamente da Administração Interna, Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, e sobretudo, do Ministério da Saúde”.

 

Imagem: Bombeiros Voluntários de Santo Tirso

**

*

VILA NOVA, o seu diário digital

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco (preferencial), mbway ou paypal.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

*

Obs: envie-nos os deus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

*

Gratos pela sua colaboração.

*

Pub

Categorias: Sociedade

Acerca do Autor

Comente este artigo

Only registered users can comment.