Galeria bracarense disponibiliza espaço de conforto para as ironias e divagações feitas obras de um artista plástico cosmopolita

Escultura | Miguel Palma expõe na zet gallery

Escultura | Miguel Palma expõe na zet gallery

 

 

Protótipos: Mecanismos de Ensaio‘ é o nome da exposição individual de Miguel Palma que marca no próximo sábado, dia 19, o recomeço da programação da zet gallery em contexto de galeria, após o período de confinamento que, em Março, ditou o encerramento do espaço. O dia ficará marcado pela inauguração de “ZÉNITE” de Miguel Palma, durante a manhã, no campus do dstgroup, e da exposição que “reflete a dimensão de experimentalista, de inventor de coisas belas e mágicas, de instigador dos públicos a confrontos com imaginários”, durante a tarde, destaca Helena Mendes Pereira, diretora e curadora da galeria.

A exposição parte de um projeto antigo do artista com José Teixeira, presidente do conselho de administração do dstgroup e fundador da zet gallery, com vista à criação de uma obra de arte para espaço público. ZÉNITE, uma avioneta de escala monumental que personifica um tempo de sonho – talvez utopia – em que arte, natureza e tecnologia se unem na construção coletiva de um mundo da verdade, do bem e do belo, é a resposta artística de Miguel Palma ao repto de José Teixeira que, a partir de sábado, passará a integrar o espólio com quase um milhar de obras do campus do dstgroup.

A obra, que será inaugurada no sábado de manhã, em direto através das redes sociais do dstgroup e da zet gallery, é o ponto de partida para a exposição ‘Protótipos: Mecanismos de Ensaio‘, que apresenta oito trabalhos antigos do artista, produzidos entre 2007 e 2019, alguns quase inéditos, e um conjunto de desenhos e esculturas produzidos, propositadamente, para o espaço da zet gallery.  Dos quase inéditos destaca-se  o caso de “Origens” que, pela primeira vez, tornará o auditório da zet gallery em caixa negra de exposições. Juntam-se “Bipolar”, “Ocidente”, “Férias”, “Air Print”, “Bypass”, “Tempest in a Teapot” e “Oilofon”, tudo na “escala da ambição suprema, logisticamente falando”, aponta a diretora.

Miguel Palma é um artista singular e esta exposição é uma proposta de descoberta do seu processo de trabalho, transformador de objetos em convites à interatividade e à fruição ativa da obra de arte, convocando saberes e um olhar preocupado com o mundo, com os seus micro e macro temas”, destaca Helena Mendes Pereira. A exposição apresenta assim um “conjunto de novas obras que acompanham o processo de construção de “ZÉNITE”,  como desenhos e quase duas dezenas de esculturas de dimensão pequena e média, concebidos propositadamente para a exposição e, ainda, uma obra de maior porte cujo esquiço objetual integra o motor da avioneta que desmembramos para deixar voar em nós, dst’s, os sonhos acordados com um tempo do futuro mais próximo dos abraços que nos foram vedados”, sublinha a curadora.

Revelar Miguel Palma, cujo trabalho se debruça com frequência sobre questões relativas ao desenvolvimento tecnológico, ecologia, a crença em imagens, a ideia de poder, o mundo infanto-juvenil, a obsessão pela máquina, utilizando para o efeito as mais diversas formas de expressão, em Braga, depois de a sua obra já ter corrido mundo e ter integrado coleções de referência em Portugal e além fronteiras, marca assim o regresso da zet gallery ao contexto de galeria. “Aqui, na nossa casa, criamos conforto para as suas ironias e divagações feitas obras de arte, damos-lhe respiração e liberdade para ser quem é. É assim que entendemos e que promovemos as relações entre artistas, públicos e instituições.  Nós somos apenas o canal facilitador deste triângulo, o motor do avião que ocupa o centro.”, conclui.

 

Fonte e Imagens: ZG, MP; Imagens: ZG

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking ou multibanco.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Categories: Agenda, Arte

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.