Consumo social, especialmente em convívios, é a forma de consumo mais relevante

Consumo | Sagres e Super Bock são as preferidas dos portugueses

Consumo | Sagres e Super Bock são as preferidas dos portugueses

Pub

 

 

Sagres e Super Bock são as marcas de cerveja que os portugueses mais consomem, nas categorias de cerveja branca, preta e com sabores. Esta é uma das conclusões do mais recente estudo inMarket2020, desenvolvido pela Multidados.

Relativamente às sidras, as marcas de eleição são Somersby (68,1%), Bandida do Pomar (17,3%) e Strongbow (11%), sendo que os sabores preferidos são maçã (58%), frutos vermelhos (17,6%) e limão (16,5%). Já na categoria de cervejas sem álcool, as marcas preferidas são Vadia (3%), Musa (2,8%) e Sovina (2,2%).

A cerveja branca é a mais consumida pelos portugueses (86,6%), seguindo-se cerveja preta (49,8%) e com sabores (38,3%). As sidras são consumidas por 60,1% dos inquiridos e a cerveja artesanal por 44,4%. A cerveja sem álcool apenas reúne a preferência de 22,4% dos inquiridos.

Segundo este novo estudo, os principais momentos de consumo de cerveja são churrascos (73,2%), saídas com amigos (71,6%), convívios caseiros (69%), festas, bares e discotecas (65,8%) e ao jantar (47%). Os motivos apontados para o consumo passam pelo sabor (68,4%), o facto de ser uma bebida refrescante (65,5%) e o preço (33,5%).

37,3% dos portugueses afirmam que só bebem cerveja aos fins-de-semana no âmbito de consumo social. Relativamente ao consumo doméstico, 44,6% dos inquiridos indicam que compram esta bebida uma vez por mês.

O estudo foi efetuado online a uma base de dados de utilizadores registados na plataforma da Multidados, entre os dias 15 de maio e 15 de junho de 2020.

 

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte para o email vilanova@vilanovaonline.pt caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais ou outros.

*

Pub

Categorias: Sociedade

Acerca do Autor

Comente este artigo

Only registered users can comment.