Abertos concursos públicos para realização de obras na EB1 da Giesteira e remoção de amianto em meia dúzia de outros estabelecimentos de ensino

Ensino | Póvoa de Varzim investe nas instalações escolares

Ensino | Póvoa de Varzim investe nas instalações escolares

 

 

Na reunião do Executivo Municipal da Póvoa de Varzim, liderado por Aires Pereira, realizada esta tarde nos respetivos  Paços do Concelho, foi aprovada a abertura de concurso público para a adjudicação da empreitada de ampliação e requalificação da Escola EB1 da Giesteira, do Agrupamento de Escolas Cego do Maio.

Este investimento de cerca de 740 mil euros “visa dar resposta à necessidade – há muito reclamada -, de criar espaços complementares para a realização de atividades de apoio à escola”. É este o caso do novo salão polivalente projetado tanto para a prática de atividades desportivas da população escolar, quanto para ser colocado ao serviço da restante comunidade poveira.

Remoção de amianto nas escolas será uma realidade

Na sequência do compromisso assumido anteriormente pelo Município da Póvoa de Varzim, no sentido de eliminar um constrangimento de saúde pública que preocupa pais, alunos e funcionários dos estabelecimentos de ensino, Aires Pereira garante agora também que as escolas poveiras ficam livres de amianto, uma vez que, na mesma ocasião, foi decidida a abertura de concurso para a remoção de fibrocimento nos edifícios escolares do Pré-escolar e 1º Ciclo de Ensino Básico. Ao todo, serão removidas e substituídas todas as estruturas com amianto existentes nas seguintes escolas: Escola Básica de Agro Velho em Aver-o-Mar, na Escola Básica de Granja na Póvoa de Varzim, na Escola Básica de Navais, na Escola EB1/Ji de Paçô em Terroso, na Escola Básica de Sininhos na Póvoa de Varzim e na Escola EB1/Ji de Pedreira em Argivai.

Fonte: Município da Póvoa de Varzim; Imagens: (0) PAEB1JIGiesteiraPVZ, (1) CM PVZ

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabaVer artigolho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais.

*

Categories: Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.