Edição nº 9 do encontro literário famalicense acontece ao longo de um mês exclusivamente através de encontros digitais

Literatura | 30 encontros de ‘abertura ao futuro por meio do PENSAMENTO e da ARTE’ marcam as Raias Poéticas 2020

Literatura | 30 encontros de ‘abertura ao futuro por meio do PENSAMENTO e da ARTE’ marcam as Raias Poéticas 2020

 

 

‘Raias da arte e do pensamento é uma marchetaria sígnica, é um movimento tricotador de afectos, é uma estamparia de conceitos, é uma dança fiandeira que assevera as singularidades e a vida___SIM’.

Assim Luís Serguilha inicia o texto de divulgação da edição 2020 do encontro literário Raias Poéticas, que este ano decorre de 18 de julho e se prolonga até 16 de agosto e habitualmente concentra uma panóplia de autores e artistas, quase todos eles escritores – poetas, romancistas, críticos -, oriundos de várias proveniências da cultura latina (portuguesa e espanhola) e sul-americana, todos os anos, em Famalicão, para debaterem a Língua e o seu uso.

O programa é este ano mais longo do habitual e desenrola-se, por força da pandemia, exclusivamente online.

‘___ As FORÇAS ÉTICAS nos fazem fugir da banalidade, do empírico, da servidão, da ignorância, da vergonha: há uma dimensão estética intrínseca nas forças da ÉTICA: A ÉTICA das RAIAS é um movimento variável pela geografia das expressões rítmicas e pelos afectos cuidadores do desejo criativo: é uma ÉTICA intensificadora das forças políticas-do-sensível porque nos faz mudar cartografias artísticas, filosóficas, científicas, fazendo escolhas ESTÉTICAS que rasgam com tudo aquilo que gera em nós o MEDO da MORTE( as RAIAS estão serviço da VIDA)__HAJA RAIAS!!’, conclui-se.

Nesta nona edição, as revistas Mallarmargens (Brasil) e Palavra Comum (Galiza) são estes ano os organizadores da realização dos AFLUENTES IBERO-AFRO-AMERICANOS DE ARTE E PENSAMENTO, para o que contam com o apoio da Casa das Artes e da Câmara de Vila Nova de Famalicão, e a curadoria de Luís Serguilha, em 2020 articulada com Marcelo Ariel e Nuno Rau. Todas as mesas têm vindo a acontecer desde 18 de julho, sempre às 23h00 (hora portuguesa), na página de facebook da Mallarmargens, onde se podem encontrar quer ligações permanentes para as sessões já realizadas, bem como para as que ainda se aguardam acontecer até final do evento.

Programa

RAIAS POÉTICAS:
AFLUENTES IBERO-AFRO-AMERICANOS DE ARTE E PENSAMENTO
(haja raias!)

LIMIAR – 18 de Julho, sábado | 15h (Brasil) | 17h (Cabo Verde) | 18h (Guiné-Bissau/São Tomé e Príncipe) | 19h (Portugal/Angola/Guiné Equatorial) | 20h (Espanha/Moçambique) | 02h⁺¹ (Macau) | 03h⁺¹ (Timor Leste)
Dr. Leonel Rocha – Vereador da Cultura, Educação e Conhecimento, da Câmara de Vila Nova de Famalicão
Luís de Serguilha – curador de arte, poeta, ensaísta
Álvaro Santos – pianista e director da Casa das Artes
Marcelo Ariel – poeta, ensaísta e cineasta
Nuno Rau – poeta, ensaísta, editor, professor, arquiteto

Mesa 1: dia 19 de Julho, domingo | 19h (Brasil) | 21h (Cabo Verde) | 22h (Guiné-Bissau/São Tomé e Príncipe) | 23h (Portugal/Angola/Guiné Equatorial) | 00h (Espanha/Moçambique) | 06h⁺¹ (Macau) | 07h⁺¹ (Timor Leste)
Dobra de pensamento: A POÉTICA ENQUANTO MARCHETARIA DO BRASIL
Guilherme Gontijo Flores (professor universitário, tradutor e poeta, Brasil)
Nina Rizzi (poeta, tradutora, Brasil)
Tarso de Melo (poeta, ensaísta e editor, Brasil)
Marcelo Ariel (poeta, ensaísta, cineasta, Brasil)

Mesa 2: dia 20 de Julho, segunda | 15h (Brasil) | 17h (Cabo Verde) | 18h (Guiné-Bissau/São Tomé e Príncipe) | 19h (Portugal/Angola/Guiné Equatorial) | 20h (Espanha/Moçambique) | 02h⁺¹ (Macau) | 03h⁺¹ (Timor Leste)
Dobra de pensamento: A LITERATURA ACONTECE EM RECOMEÇO ININTERRUPTO
Tiago Alves Costa (poeta, ensaísta e tradutor, Corunha)
José Emílio-Nelson (poeta ensaísta, Portugal)
Carla Carbatti (poeta, ensaísta, Brasil)
Victor Oliveira Mateus (poeta, ensaísta, Portugal)
Jorge Velhote (poeta, fotógrafo, ensaísta, Portugal)

Mesa 3: dia 21 de Julho, terça | 19h (Brasil) | 21h (Cabo Verde) | 22h (Guiné-Bissau/São Tomé e Príncipe) | 23h (Portugal/Angola/Guiné Equatorial) | 00h (Espanha/Moçambique) | 06h⁺¹ (Macau) | 07h⁺¹ (Timor Leste)
Dobra de pensamento: QUE NOVOS MODOS DE COMBATE EXISTEM ENTRE A POESIA E O MUNDO?
Telma Scherer (poeta, ensaísta e professora universitária, Brasil)
Jorge Henrique Bastos (crítico literário, escritor e editor, Brasil)
Anelito de Oliveira (professor universitário, poeta, ensaísta, Brasil)
Francesca Cricelli (poeta, tradutora, Itália)

Mesa 4: dia 22 de Julho, quarta | 15h (Brasil) | 17h (Cabo Verde) | 18h (Guiné-Bissau/São Tomé e Príncipe) | 19h (Portugal/Angola/Guiné Equatorial) | 20h (Espanha/Moçambique) | 02h⁺¹ (Macau) | 03h⁺¹ (Timor Leste)
Dobra de pensamento: A PALAVRA NO CORPO PERFORMÁTICO
Vítor Lemos (professor universitário e encenador, Brasil)
José Miguel Braga (professor universitário e encenador, Portugal)
Luisa Monteiro (dramaturga, romancista e professora universitária, Portugal)
Juliana Tavares (actriz, pesquisadora, Brasil)

Mesa 5: dia 23 de Julho, quinta | 19h (Brasil) | 21h (Cabo Verde) | 22h (Guiné-Bissau/São Tomé e Príncipe) | 23h (Portugal/Angola/Guiné Equatorial) | 00h (Espanha/Moçambique) | 06h⁺¹ (Macau) | 07h⁺¹ (Timor Leste)
Dobra de pensamento: O QUE PODE A LITERATURA NA AGORIDADE?
Wilson Alves Bezerra (escritor, ensaísta, tradutor e professor universitário, Brasil)
Afonso Henriques Neto (escritor, ensaísta, Brasil)
Ademir Demarchi (poeta, ensaísta, editor, Brasil)
Deborah Dornellas (escritora, jornalista, tradutora, Brasil)
Marcelo Ariel (poeta, ensaísta e cineasta, Brasil)

Mesa 6: dia 24 de Julho, sexta | 19h (Brasil) | 21h (Cabo Verde) | 22h (Guiné-Bissau/São Tomé e Príncipe) | 23h (Portugal/Angola/Guiné Equatorial) | 00h (Espanha/Moçambique) | 06h⁺¹ (Macau) | 07h⁺¹ (Timor Leste)
Dobra de pensamento: FICÇÕES DE CÂNONES PRECÁRIOS
Fabrício Marques (poeta, ensaísta, professor universitário, Brasil)
Leonardo Davino (prof. universitário, ensaísta, pesquisador, Brasil)
Prisca Agustoni (poeta, ensaísta, professora universitária, Suíça/Brasil)
Ronald Augusto (poeta, ensaísta, graduado em Filosofia pela UFRGS, Brasil)
Fabiane Secches (crítica literária, psicanalista, Brasil)
Nuno Rau (poeta, ensaísta, editor, professor, arquiteto, Brasil)

Mesa 7: dia 25 de Julho, sábado | 19h (Brasil) | 21h (Cabo Verde) | 22h (Guiné-Bissau/São Tomé e Príncipe) | 23h (Portugal/Angola/Guiné Equatorial) | 00h (Espanha/Moçambique) | 06h⁺¹ (Macau) | 07h⁺¹ (Timor Leste)
Dobra de pensamento: O POETA É, AO MESMO TEMPO, AQUELE QUE ESCREVE E QUE É ESCRITO
Annita Costa Malufe (poeta, ensaísta e prof. universitária, Brasil)
Paula Vaz (poeta, psicanalista, Brasil)
Daniella Zupo (escritora, jornalista, Brasil)
Maurício Salles Vasconcelos (prof. universitário, escritor e ensaísta, Brasil)
Daniel Osiecki (poeta, editor, Brasil)

Mesa 8: dia 26 de Julho, domingo | 15h (Brasil) | 17h (Cabo Verde) | 18h (Guiné-Bissau/São Tomé e Príncipe) | 19h (Portugal/Angola/Guiné Equatorial) | 20h (Espanha/Moçambique) | 02h⁺¹ (Macau) | 03h⁺¹ (Timor Leste)
Dobra de pensamento: POESIA – ARTE DESCONFINADA, TRANSUMANA, ALÉM DO EU
Thiago Arrais (encenador teatral e professor universitário, Brasil)
Patrícia Portela (escritora, performer, Portugal)
Carlos Emílio Corrêa Lima (escritor, ensaísta, Brasil)
Abreu Paxe (professor universitário, ensaísta, poeta, Angola)

Mesa 9: dia 27 de Julho, segunda | 19h (Brasil) | 21h (Cabo Verde) | 22h (Guiné-Bissau/São Tomé e Príncipe) | 23h (Portugal/Angola/Guiné Equatorial) | 00h (Espanha/Moçambique) | 06h⁺¹ (Macau) | 07h⁺¹ (Timor Leste)
Dobra do pensamento: O QUE AS PALAVRAS DIZEM DO CORPO E O QUE O CORPO PODE DIZER ÀS PALAVRAS
Mariana Muniz (bailarina, coreógrafa, actriz, Brasil)
Adriana Nunes (bailarina e professora de dança contemporânea, Brasil)
Paula Salles (professora e pesquisadora, Brasil)
Iara Biderman (jornalista e crítica de dança, Brasil)

Mesa 10: dia 28 de Julho, terça | 10h (Brasil) | 12h (Cabo Verde) | 13h (Guiné-Bissau/São Tomé e Príncipe) | 14h (Portugal/Angola/Guiné Equatorial) | 15h (Espanha/Moçambique) | 21h (Macau) | 22h (Timor Leste)
Dobra do Pensamento: A LITERATURA E O INSITUÁVEL DAS TRANSFRONTEIRAS
Ana Mafalda Leite (professora universitária, poeta, ensaísta, Moçambique)
Vera Duarte (escritora, jurista, Cabo Verde)
Vanessa Riambau Pinheiro (professora universitária, ensaísta, Brasil)
Hirondina Joshua (poeta, jurista, Moçambique)

Mesa 11: dia 29 de Julho, quarta | 19h (Brasil) | 21h (Cabo Verde) | 22h (Guiné-Bissau/São Tomé e Príncipe) | 23h (Portugal/Angola/Guiné Equatorial) | 00h (Espanha/Moçambique) | 06h⁺¹ (Macau) | 07h⁺¹ (Timor Leste)
Dobra de Pensamento: SOPRO VEGETAL
Alda Regina Tognini Romaguera (prof. universit., pesquisadora, Brasil)
Susana Oliveira Dias (professora universitária, pesquisadora, Brasil);
Alik Wunder (professora universitária, pesquisadora, Brasil)

Mesa 12: dia 30 de Julho, quinta | 15h (Brasil) | 17h (Cabo Verde) | 18h (Guiné-Bissau/São Tomé e Príncipe) | 19h (Portugal/Angola/Guiné Equatorial) | 20h (Espanha/Moçambique) | 02h⁺¹ (Macau) | 03h⁺¹ (Timor Leste)
Dobra de Pensamento: A PALAVRA: A FISSURA VIBRÁTIL DO CORPO
Ana Vitória (professora universitária, coreógrafa, pesquisadora, Brasil)
Zeca Ligiéro (prof. da UNIRIO, Ph.D. em Performance Studies/NYU, encenador, escritor e artista visual)
Marcelo Aquino (diretor de teatro, actor, Brasil)
Daniel Tércio (crítico e pesquisador de dança, filosofia e artes, Portugal)
Sofia Dias (coreógrafa, performer, Portugal)
Vítor Roriz (coreógrafo e performer, Portugal)

Mesa 13: dia 31 de Julho, sexta | 19h (Brasil) | 21h (Cabo Verde) | 22h (Guiné-Bissau/São Tomé e Príncipe) | 23h (Portugal/Angola/Guiné Equatorial) | 00h (Espanha/Moçambique) | 06h⁺¹ (Macau) | 07h⁺¹ (Timor Leste)
Dobra do Pensamento: PSICANÁLISE E DOBRAS DA PALAVRA
Alcimar Souza Lima (professor universitário, poeta, psicanalista, Brasil)
Renata Udler Cromberg (prof. universitária, escritora, psicanalista, Brasil)
Maria Laurinda Ribeiro de Sousa (prof. univ., escritora, psicanalista, Brasil)
Daniela Athuil (psicanalista, escritora, Brasil)
Victor Sosa (psicanalista, poeta, ensaísta, tradutor, México)

Mesa 14: dia 1 de Agosto, sábado | 19h (Brasil) | 21h (Cabo Verde) | 22h (Guiné-Bissau/São Tomé e Príncipe) | 23h (Portugal/Angola/Guiné Equatorial) | 00h (Espanha/Moçambique) | 06h⁺¹ (Macau) | 07h⁺¹ (Timor Leste)
Dobra do Pensamento: A BELEZA É UMA FERIDA
Bianca Dias (psicanalista, ensaísta, escritora, Brasil)
Contador Borges (filósofo, psicanalista e escritor, Brasil)
Tales Ab’Sáber (psicanalista, ensaísta, prof. universitário, Brasil)

Mesa 15: dia 2 de Agosto, domingo | 19h (Brasil) | 21h (Cabo Verde) | 22h (Guiné-Bissau/São Tomé e Príncipe) | 23h (Portugal/Angola/Guiné Equatorial) | 00h (Espanha/Moçambique) | 06h⁺¹ (Macau) | 07h⁺¹ (Timor Leste)
Dobra do Pensamento: RETUMBAR DA LOUCA SAÚDE
Paola Zordan (artista plástica, professora universitária, Brasil)
Patrícia Unyl (atriz, diretora teatral, pesquisadora, performer, Brasil)
Eduardo Guedes Pacheco (percussionista, prof. universitário, Brasil)

Mesa 16: dia 3 de Agosto, segunda | 19h (Brasil) | 21h (Cabo Verde) | 22h (Guiné-Bissau/São Tomé e Príncipe) | 23h (Portugal/Angola/Guiné Equatorial) | 00h (Espanha/Moçambique) | 06h⁺¹ (Macau) | 07h⁺¹ (Timor Leste)
Dobra do Pensamento: A LITERATURA NÃO PRODUZ OBRA, CRIA VIDA!
Amanda Vital (poeta, editora, ensaista, Brasil)
Flávio Viegas Amoreira (escritor, ensaísta, Brasil)
Maria Oliveira (ensaísta, poeta, filósofa, Portugal)
Tavinho Paes (poeta, ativista cultural e letrista, Brasil)

Mesa 17: dia 4 de Agosto, terça | 15h (Brasil) | 17h (Cabo Verde) | 18h (Guiné-Bissau/São Tomé e Príncipe) | 19h (Portugal/Angola/Guiné Equatorial) | 20h (Espanha/Moçambique) | 02h⁺¹ (Macau) | 03h⁺¹ (Timor Leste)
Dobra de Pensamento: EXCRITURA E PANDEMIA
María Ángeles Pérez López (poeta, ensaísta e prof. univ., Salamanca)
Montserrat Villar González (prof. universit., poeta, ensaísta, Salamanca)
Lidia López Miguel (fundadora y directora editorial de Lastura Ed., Madrid)
Isabel Miguel (poeta e tradutora, Madrid)

Mesa 18: dia 5 de Agosto, quarta | 15h (Brasil) | 17h (Cabo Verde) | 18h (Guiné-Bissau/São Tomé e Príncipe) | 19h (Portugal/Angola/Guiné Equatorial) | 20h (Espanha/Moçambique) | 02h⁺¹ (Macau) | 03h⁺¹ (Timor Leste)
Dobra do Pensamento: LIBERDADE E CENSURA EM DEMOCRACIA
Raquel Serejo (poeta, Portugal)
Luís Filipe Sarmento (escritor, ensaísta, tradutor, Portugal)
Jaime Rocha (poeta, dramaturgo, ensaísta, Portugal)
José Eduardo Degrazia (poeta, ensaísta, tradutor, Brasil)
Basílio Rodríguez Cañada (poeta, ensaísta, editor, Espanha)
Alexandre Faria (escritor e jurista, Portugal)

Mesa 19: dia 6 de Agosto, quinta | 19h (Brasil) | 21h (Cabo Verde) | 22h (Guiné-Bissau/São Tomé e Príncipe) | 23h (Portugal/Angola/Guiné Equatorial) | 00h (Espanha/Moçambique) | 06h⁺¹ (Macau) | 07h⁺¹ (Timor Leste)
Dobra do Pensamento: POESIA NO CONTEMPORÂNEO – UMA MEC NICA DE FRAGMENTOS
Alexandre Guarnieri (poeta, mestre em História da Arte, Brasil)
Denise Martins Freitas (poeta, ensaísta, historiadora, Brasil)
Mar Becker (poeta, graduada em filosofia, Brasil)
Nuno Rau (poeta, ensaísta, professor, arquiteto, Brasil) | Mediador

Mesa 20: dia 7 de Agosto, sexta | 19h (Brasil) | 21h (Cabo Verde) | 22h (Guiné-Bissau/São Tomé e Príncipe) | 23h (Portugal/Angola/Guiné Equatorial) | 00h (Espanha/Moçambique) | 06h⁺¹ (Macau) | 07h⁺¹ (Timor Leste)
Dobra do Pensamento: POESIA E MÍSTICA – RASURAS DO ESPÍRITO
Cláudia Roquette-Pinto (poeta, ensaísta, Brasil)
Eduardo Guerreiro B. Losso (prof. universitário, crítico, ensaísta, Brasil)
Edimilson de Almeida Pereira (poeta, ensaísta, prof. universitário, Brasil)
Waldo Motta (poeta, ensaísta, Brasil)

Mesa 21: dia 8 de Agosto, sábado | 19h (Brasil) | 21h (Cabo Verde) | 22h (Guiné-Bissau/São Tomé e Príncipe) | 23h (Portugal/Angola/Guiné Equatorial) | 00h (Espanha/Moçambique) | 06h⁺¹ (Macau) | 07h⁺¹ (Timor Leste)
Dobra do Pensamento: A PALAVRA E A CANÇÃO – O RIGOR QUE DANÇA
Fred Martins (compositor, músico, Brasil/Portugal)
Marcelo Diniz (poeta, professor universitário, letrista, Brasil);
Gabriel de Almeida Prado (compositor, músico, Brasil)
Roberto Bozzetti (poeta, professor universitário, letrista, Brasil)

Mesa 22: dia 9 de Agosto, domingo | 15h (Brasil) | 17h (Cabo Verde) | 18h (Guiné-Bissau/São Tomé e Príncipe) | 19h (Portugal/Angola/Guiné Equatorial) | 20h (Espanha/Moçambique) | 02h⁺¹ (Macau) | 03h⁺¹ (Timor Leste)
Dobra de Pensamento: A IMPOTÊNCIA DA LINGUAGEM NO VÍRUS DO MUNDO
António Ferreira (cineasta, Portugal)
Aurelino Costa (poeta, diseur e advogado, Portugal)
Graça Capinha (professora universitária, ensaísta, Portugal)
João Rasteiro (poeta e ensaísta, Portugal)

Mesa 23: dia 10 de Agosto, segunda | 19h (Brasil) | 21h (Cabo Verde) | 22h (Guiné-Bissau/São Tomé e Príncipe) | 23h (Portugal/Angola/Guiné Equatorial) | 00h (Espanha/Moçambique) | 06h⁺¹ (Macau) | 07h⁺¹ (Timor Leste)
Dobra do Pensamento: TRANSGEOGRAFIAS POÉTICAS: “MUDAR A VIDA É MODIFICAR A MANEIRA DE SENTIR”
Davino Sena (escritor e diplomata, Brasil)
Ana Paula Arendt (escritora e diplomata, Brasil)
Raul de Taunay (escritor e diplomata, Brasil)

Mesa 24: dia 11 de Agosto, terça | 19h (Brasil) | 21h (Cabo Verde) | 22h (Guiné-Bissau/São Tomé e Príncipe) | 23h (Portugal/Angola/Guiné Equatorial) | 00h (Espanha/Moçambique) | 06h⁺¹ (Macau) | 07h⁺¹ (Timor Leste)
Dobra do Pensamento: A EXPERIÊNCIA DA QUEDA
Hélia Borges (psicanalista, escritora e professora universitária, Brasil)
Paulo Oneto (filósofo e professor universitário, Brasil)
Felipe Ribeiro (professor universitário e curador de arte, Brasil)
Maria Alice Poppe (professora universitária e pesquisadora, Brasil)

Mesa 25: dia 12 de Agosto, quarta | 19h (Brasil) | 21h (Cabo Verde) | 22h (Guiné-Bissau/São Tomé e Príncipe) | 23h (Portugal/Angola/Guiné Equatorial) | 00h (Espanha/Moçambique) | 06h⁺¹ (Macau) | 07h⁺¹ (Timor Leste)
Dobra do Pensamento: LITERATURA, AFETOS E POLÍTICA
Filipe Campello (professor universitário, pesquisador, Brasil)
Daniela Lima (filósofa e escritora, Brasil)
Juliana de Albuquerque (escritora, colunista, editora, Brasil)
Alexandro Jesus (professor universitário, ensaísta, Brasil)

Mesa 26: dia 13 de Agosto, quinta | 19h (Brasil) | 21h (Cabo Verde) | 22h (Guiné-Bissau/São Tomé e Príncipe) | 23h (Portugal/Angola/Guiné Equatorial) | 00h (Espanha/Moçambique) | 06h⁺¹ (Macau) | 07h⁺¹ (Timor Leste)
Dobra do Pensamento: DRAMATURGIA, CATÁSTROFE E PENSAMENTO
Cássia Lopes (cronista, ensaísta e professora da UFBA, Brasil)
Moisés Alves (escritor, professor da UEFS, Brasil)
Paulo Henrique Alcântara (dramaturgo e professor da UFBA, Brasil)
João Sanches (dramaturgo e professor da UFBA, Brasil)

Mesa 27: dia 14 de Agosto, sexta | 19h (Brasil) | 21h (Cabo Verde) | 22h (Guiné-Bissau/São Tomé e Príncipe) | 23h (Portugal/Angola/Guiné Equatorial) | 00h (Espanha/Moçambique) | 06h⁺¹ (Macau) | 07h⁺¹ (Timor Leste)
Dobra do Pensamento: A POSTURA SACRA DA TAREFA ARTÍSTICA
Camila Mugan (professora e pesquisadora Brasil/Canadá)
Patrícia Ferreira (pesquisadora da Universidade de São Paulo, Brasil)
Mariana Portela (psicóloga e escritora, Brasil)
Natália Timerman (escritora, psiquiatra, Brasil)
Ingrid Morandian (poeta, escritora, Brasil)

Mesa 28: dia 15 de Agosto, sábado | 19h (Brasil) | 21h (Cabo Verde) | 22h (Guiné-Bissau/São Tomé e Príncipe) | 23h (Portugal/Angola/Guiné Equatorial) | 00h (Espanha/Moçambique) | 06h⁺¹ (Macau) | 07h⁺¹ (Timor Leste)
Dobra do Pensamento: ONDE ESTÁ A TRADIÇÃO NO CONTEMPORÂNEO?
Antonio C. Secchin (poeta, crítico literário, ensaísta e membro da ABL, Brasil)
Ana Maria Haddad (escritora, ensaísta e professora universitária, Brasil)
Suzana Vargas (escritora, ensaísta e diretora do IEL, Brasil)

Mesa 29: dia 16 de Agosto, domingo | 19h (Brasil) | 21h (Cabo Verde) | 22h (Guiné-Bissau/São Tomé e Príncipe) | 23h (Portugal/Angola/Guiné Equatorial) | 00h (Espanha/Moçambique) | 06h⁺¹ (Macau) | 07h⁺¹ (Timor Leste)
Dobra do Pensamento: PENSAMENTO E ESCRITAS – RITMOS ACONTECIMENTAIS
Evando Nascimento (artista visual, escritor, ensaísta, Brasil)
Paulo Scott (escritor, ensaísta, Brasil)
Marcelo Ariel (poeta, ensaísta, cineasta, Brasil)
Luís Serguilha (curador de arte, poeta, ensaísta, Portugal/Brasil)
Nuno Rau (poeta, ensaísta, editor, professor, arquiteto)
Amanda Vital (poeta, editora, ensaísta, Brasil)

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais.

*

Categories: Agenda, Cultura

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.