Obra insere-se no projeto “Ecovia do Rio Cávado Fornelos-Pousa”, numa extensão de mais de 20 quilómetros na margem esquerda do rio

Urbanismo | Em Barcelos avança construção do troço da Ecovia entre Barcelinhos e Santa Eugénia

Urbanismo | Em Barcelos avança construção do troço da Ecovia entre Barcelinhos e Santa Eugénia

Pub

 

 

Barcelos vai lançar o concurso público para a construção do troço da Ecovia entre Barcelinhos (Lugar de Souto dos Burros) e Rio Covo Santa Eugénia (até à ponte dos caminhos de ferro), numa extensão de 1.800 metros, com passagem sob a Ponte Medieval.

A obra terá um prazo de execução de seis meses e um custo estimado de 695 mil euros, acrescido de IVA, sendo comparticipada financeiramente, na sua maior parte, pelo Programa Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU), através da prioridade 4.5 (Mobilidade Urbana).

Inserida no projeto mais global “Ecovia do Rio Cávado entre Fornelos e Pousa”, numa extensão de mais de 22 quilómetros e que se desenvolve, na sua totalidade, na margem esquerda do Rio Cávado, a ecovia Barcelinhos – Rio Covo Santa Eugénia obteve o reconhecimento de interesse público da Assembleia Municipal barcelense, em abril de 2019, e o parecer favorável da Direção Regional da Cultura do Norte, da Agência Portuguesa do Ambiente, da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento do Norte e da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte.

O troço 03 Barcelinhos – Rio Covo Santa Eugénia abrange dez parcelas de terreno, com as respetivas servidões administrativas já constituídas a favor do Município de Barcelos, incluindo a parcela pertencente à Fundação Asilo-Escola Gonçalo Pereira (Escola Agrícola de Barcelinhos), processo coordenado pela Vereadora do Pelouro da Gestão Patrimonial, Anabela Real.

Terminado o processo de obtenção da totalidade dos terrenos, o projeto avança agora para concurso público.

Fonte e Imagem: Município de Barcelos

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais.

*

Pub

Categorias: Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.