No Museu de Olaria de Barcelos artesão de Galegos Santa Maria eterniza no barro algumas das últimas formas vivas do Minho tradicional

Manuel Macedo expõe ‘Mãos de barro, figuras de vida’

Manuel Macedo expõe ‘Mãos de barro, figuras de vida’

Pub

 

 

A Sala da Capela do Museu de Olaria tem patente, até 29 de novembro, a exposição “Mãos de barro, figuras de vida” do artesão barcelense Manuel Macedo.

A exposição foi inaugurada hoje, 24 de julho e, devido às restrições em termos de ocupação de espaços fechados, a mesma contou apenas com a presença da Vereadora da Cultura, Armandina Saleiro, e do artista, Manuel Macedo.

Armandina Saleiro salientou a importância desta exposição onde “uma produção certificada como o barro se tem reinventado nas formas e conceitos, face ao aparecimento de novos materiais e utensílios, mas mantendo a sua autenticidade como arte identitária do concelho de Barcelos”.

E acrescentou: “As obras do artesão Manuel Macedo patentes nesta exposição baseiam-se, sobretudo, numa recolha incessante do património cultural minhoto. O barro é reconhecido como um tesouro escondido, revelador de riqueza e identidade cultural e estas obras representam tal e qual isso”.

Manuel Macedo agradeceu o facto de poder expor as suas peças num lugar tão importante para o concelho e para o país, como o Museu de Olaria, salientando o papel do barro na sua vida: “O barro nasceu comigo, desde os meus três anos que o barro está nas minhas mãos. A minha maior preocupação é registar um Minho tradicional, eternizando-o no barro. Desde figuras como as minhotas, gentes do campo, profissões que marcaram o dia a dia da região, ofícios já desaparecidos ou em vias de extinção (lavadeira, moleiro, engraxador, lavrador) e santos populares”.

Manuel Macedo participa habitualmente em inúmeras feiras de artesanato nacionais e internacionais e em exposições, nas quais tem sido, frequentemente, premiado e visto reconhecido o seu maravilhoso trabalho.

A exposição pode ser visitada de terça a sexta-feira, das 10h00 às 17h30; aos sábados e domingos, das 10h00 às 12h30 e das 14h30 às 17h30.

VILA NOVA, o seu diário digital. Conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

VILA NOVA é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a VILA NOVA é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a VILA NOVA tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade, entre outros.

Para lá disso, a VILA NOVA pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta. A melhor forma de o fazermos é dispormos de independência financeira.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking, multibanco ou paypal.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

Envie-nos os seus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

Visite também os nossos anunciantes.

Gratos pela sua colaboração.

Publicidade | VILA NOVA: deixe aqui a sua Marca

Pub

Acerca do Autor

Comente este artigo

Only registered users can comment.