Milhares de visitantes, com destaque para o público feminino, são oriundos de outras regiões

Literatura | Feira do Livro de Braga conta com 20 editoras à distância de um clique

Literatura | Feira do Livro de Braga conta com 20 editoras à distância de um clique

Pub

 

 

Após o lançamento há duas semanas, a edição da Feira do Livro de Braga, que este ano está a ser realizada exclusivamente online, é hoje, de Braga para o mundo.

A 29ª edição Feira do Livro de Braga arrancou no passado dia 3 de julho com uma programação cultural e um espaço de exposição de livreiros, alfarrabistas e editoras online. A edição totalmente virtual foi a solução para manter o calendário do evento e promover a cultura em tempo de pandemia.

O evento funciona, desta forma, em total permanência e à distância de um clique. Caso ainda não tenha experimentado poderá verificar como, através de um simples gesto, é possível, em segundos, visitar mais de 20 stands dispostos num Virtual Tour e comprar os seus livros na Dott, uma plataforma de venda online. É também possível assistir a um extenso e vibrante programa cultural com transmissões ao vivo, participar em passatempos e assistir a sugestões de leitura.

A simulação quase perfeita das ruas, que em outras edições foram usadas para a realização física do evento, permitiu à Feira do Livro de Braga passar para o plano digital e, dessa forma, ultrapassar fronteiras. O evento, que já ultrapassou a marca dos 10 mil utilizadores únicos em apenas duas semanas, com visitas assíduas que contabilizam 22 mil acessos, tem registado visitas de vários pontos do mundo.

Feira aberta ao mundo

Por cá, a Feira do Livro de Braga é visitada, maioritariamente, por bracarenses (40% das visitas), seguido de milhares de visitas oriundas do Porto (24%), Lisboa (19%), Aveiro, Coimbra, entre outros distritos do país, inclusive com visitas vindas da ilha da Madeira e do arquipélago dos Açores, que equivalem a 17% das visitas.

Em relação às visitas oriundas do estrangeiro países, os países Europeus registam cerca de 60% desse total, mas não faltam também visitantes provenientes de países Americanos, como os EUA e passando pelo Brasil e pela Argentina, seguindo até ao lado mais oriental do planeta, como Hong Kong, Arábia Saudita e Macau. O evento é, por isso, marcadamente, hoje, de Braga para o mundo.

Os números apresentados repartem-se pelas visitas à página do Facebook do evento, ao Virtual Tour e à plataforma Dott da Feira do Livro de Braga. Na análise das visitas, destaca-se maioritariamente a visita do público feminino (70%), contra 30% de visitas do público masculino. A média de idades ronda dos 25 aos 44 anos.

6.000 livros disponíveis até 3 de setembro

Nesta edição digital, e para o mundo, é possível visitar entre livrarias, editoras e alfarrabistas, 20 expositores presentes na feira através de um Virtual Tour, e adquirir diversos os produtos a partir da plataforma de vendas online, Dott, que conta com constantes atualizações do seu stock, tendo neste momento quase 6 mil livros à venda.

A feira virtual está disponível até ao dia 3 de setembro de 2020, com programação cultural via Facebook, visita virtual pelo um tour criado especificamente para o evento e a venda online na plataforma Dott da 29ª edição da Feira do Livro de Braga.

Fonte e Imagens: InvestBraga

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais.

*

Pub

Categorias: Mais recentes

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.