Na senda do Simplex, Governo aposta em investir na senda do digital e em investir nas pessoas

Administração | Alexandra leitão: Precisamos de mais e melhor Estado

Administração | Alexandra leitão: Precisamos de mais e melhor Estado

 

 

A ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão, afirmou que a pandemia de coronavírus veio não só realçar o papel fundamental do Estado, como acentuar a necessidade de “mais e melhor” Estado.

Na semana em que foi apresentada a nova edição do Simplex 20-21, aprofundando a aposta numa interação cada vez mais fácil do cidadão com os serviços públicos, Alexandra Leitão afirma, ao podcast do PS ‘Política com Palavra’, que esse caminho passa pelo reforço do digital e pelo esforço contínuo de valorização da administração pública.

“Sempre defendi que o Estado que existia não era demais, como sempre defendi que não há trabalhadores da administração pública a mais. Acho que precisamos de mais e melhor Estado”, vincou.

Na entrevista, conduzida pelo jornalista Filipe Santos Costa, a ministra com a tutela da Modernização salienta que a capacidade de resposta demonstrada pela administração pública perante a crise pandémica representou “um ativo” e apontou que o aproveitamento dos fundos comunitários será “fundamental” na estratégia de investimento e valorização do Estado.

“Uma parte importante desses fundos têm de ser investidos na administração pública. Não é tirá-los da economia, mas o Estado vai ter de puxar pela retoma económica, ser o motor da retoma, e para isso precisa de investimento em digital e de investimento em pessoas”, sublinhou.

Alexandra Leitão assegurou ainda que, também no que respeita aos funcionários públicos, retirar “rendimentos às pessoas não vai ser o caminho” para enfrentar esta crise.

“O caminho da valorização [dos funcionários da administração pública] é que pode ser um pouco mais lento do que tínhamos planeado”, explicitou a ministra, assinalando que “não haverá congelamentos, nem perdas de rendimento”, embora acautelando que as atualizações e aumentos salariais terão de ser ponderados “no quadro da discussão do próximo” Orçamento do Estado.

‘Política com Palavra’ é um programa de entrevistas, conduzidas pelo jornalista Filipe Santos Costa, que convida à reflexão sobre vários temas da atualidade.

Neste podcast acontece sempre uma conversa com um protagonista ou um observador, ligado ao PS, da cena política nacional com militantes e independentes, membros do Governo, responsáveis políticos partidários e deputados, pessoas de vários setores de atividade e com visões diversas sobre o país. O objetivo do ‘Política com Palavra’ passa por pensar Portugal, a Europa e o Mundo, com todos os desafios, oportunidades e riscos que há pela frente e encontra-se disponível nas plataformas soundcloud, spotify Google podcasts e Apple Podcasts.

Fonte: PS; Imagem: AS

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais.

*

Categories: Política

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.