Barcelos consegue mais de um quarto dos delegados à Assembleia Distrital

PSD | Paulo Cunha ganha Distrital e pretende pintar de laranja mapa de Braga

PSD | Paulo Cunha ganha Distrital e pretende pintar de laranja mapa de Braga

Pub

 

 

As eleições autárquicas de 2021 serão o “foco número um” da Comissão Política Distrital de Braga do Partido Social Democrata, agora dirigida por Paulo Cunha, o autarca de Vila Nova de Famalicão, após eleições decorridas no passado sábado, 11 de julho.

Neste ato eleitoral foram às urnas 1.254 militantes, tendo as eleições sido ganhas por aquele que é também o líder da Concelhia de Famalicão com 1195 votos a favor, 51 votos em branco e 8 nulos.

Paulo Cunha conta com outro autarca de peso -Ricardo Rio, de Braga – para presidir à Mesa da Assembleia Distrital.

Objetivos políticos com ambição 

O novo objetivo do PSD no distrito de Braga passa agora por juntar às atuais nove câmaras já detidas pelo PSD a conquista das restantes cinco autarquias, 4 das quais atualmente controladas pelo Partido Socialista e uma dirigida por uma lista independente.

Segundo o novo presidente da distrital social-democrata, a reconquista da Câmara de Barcelos, atualmente liderada pelo PS, será uma das grandes apostas desta Comissão Política.

“O atual presidente da Câmara de Barcelos – [Miguel Costa Gomes] – não se pode recandidatar, devido à lei de limitação de mandatos, e essa será uma oportunidade que o PSD saberá certamente aproveitar, estando à altura das suas responsabilidades”, referiu Paulo Cunha, em declarações prestadas à Lusa publicadas no site do partido.

Paulo Cunha terá dois vice-presidentes: José Novais, de Barcelos, e Carlos Cação, de Vila Verde.

Colocar Braga no devido lugar 

“O PSD quer servir as pessoas, quer servir as instituições, as empresas, as forças e dinâmicas de Braga; ajudar a colmatar lacunas e ultrapassar dificuldades de cada um dos 14 concelhos e de todos os cidadãos que estudam, vivem e trabalham neste distrito”, salientou, antes das eleições, Paulo Cunha, em declarações registadas por Marta Amaral Caldeira, no Correio do Minho, confessando-se “privilegiado” por estar acompanhado na lista por nomes como José Manuel Fernandes e Ricardo Rio, destacando o trabalho que ambos realizaram em nome do partido.

Nessa ocasião, Paulo Cunha vincou o seu desejo de que o distrito de Braga tenha mais reconhecimento público e político porque se pauta pelo “sucesso” das suas empresas, associações e instituições, algo que é visível a nível nacional pela sua “capacidade exportadora e empregadora” e, por isso, promete reivindicar “o peso” que o distrito de Braga deve ter no país.

Contexto atual

Esta é a segunda vez que Paulo Cunha lidera a Distrital de Braga do PSD, depois de já o ter feito anteriormente entre 2010 e 2014, ano em que deu lugar ao eurodeputado José Manuel Fernandes.

O PSD lidera as câmaras de Amares, Braga, Celorico de Basto, Esposende, Famalicão, Póvoa de Lanhoso, Terras de Bouro Terras de Bouro, Vieira do Minho e Vila Verde.

No caso de Braga, a câmara foi ganha por uma coligação que juntou o PSD, o CDS-PP e o PPM; nas de Amares, Famalicão e Vieira do Minho também houve coligação, mas apenas entre o PSD e o CDS-PP.

O PS detém Barcelos, Cabeceiras de Basto, Fafe e Guimarães, enquanto a Câmara de Vizela foi conquistada por uma lista independente, liderada por Vítor Hugo Salgado.

Barcelos congratula-se com representação concelhia nos novos órgãos distritais

A Comissão Política Concelhia do PSD de Barcelos congratula-se e manifesta o seu regozijo e apreço pela eleição de Militantes de Barcelos para o exercício de cargos políticos no âmbito partidário distrital, numa prova de reconhecimento pelo trabalho político desenvolvido pela estrutura Concelhia.

1 – 1º Vice-Presidente da Comissão Permanente da Comissão Política Distrital – José dos Santos Novais;

2 – Presidente da Comissão Distrital de Auditoria Financeira – Isabel Pinheiro Miranda;

3 – Conselho de Jurisdição Distrital – Maria Bernardete Vilas Boas;

4 – Vogais:

a) Comissão Política Distrital – Raul Dias;

b) Mesa da Assembleia Distrital – Rui Ataíde Miranda;

c) Conselho de Jurisdição Distrital – Anabela Silva Cortez;

d) Comissão Distrital de Auditoria Financeira – Filipe Senra Oliveira;

5 – Delegados à Assembleia Distrital – uma lista de 78 Delegados efectivos, encabeçada por Joel Sá, constituindo a maior representação concelhia com 26% do total de 300 Delegados, num universo de 3.109 militantes activos na Secção de Barcelos.

 

Fontes: PSD-Famalicão, PSD Barcelos, Correio do Minho; Imagem: PSD

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais.

*

Pub

Categories: Política

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.