Escola Profissional de Vila Verde mostra-se muito satisfeita por corresponder às necessidades das empresas que a procuram

Ensino | EPATV com empregabilidade total dos alunos dos Cursos Técnicos de Metalomecânica

Ensino | EPATV com empregabilidade total dos alunos dos Cursos Técnicos de Metalomecânica

Pub

 

 

O Curso Técnico Profissional de Produção Metalomecânica – Variante Programação e Maquinação, da Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV) está a revelar-se um sucesso na atualidade: a empregabilidade dos seus estudantes está a ser imediata logo à data de conclusão. É o que mostra o ingresso no mercado de trabalho de doze de catorze alunos do ano letivo 2019-2020 que agora mesmo concluíram os seus estudos e a aposta pela continuação através do ingresso no ensino superior pelos dois restantes tão só se concluíram esta semana, a 8 de julho, as respetivas Provas de Aptidão Profissional (PAP).

João Martins, diretor do curso, viveu, por isso, um dia de enorme satisfação. No final, confessou o desejo de poder ainda contar com mais “finalistas para corresponder às necessidades das empresas que procuram a EPATV para encontrar profissionais competentes e com qualidades humanas de excelência”.​

Projetos desafiantes apresentados nas provas práticas​

Ao longo da manhã, os finalistas apresentaram as suas provas teóricas e práticas.  Da lista de projetos preparados pelos alunos da EPATV constam algumas ideias bem desafiantes e interessantes, quiçá até para explorar do ponto de vista comercial: um suporte para cones (André Barros, João Alves e Paulo Cerdeira), uma prensa para máquina de furar vertical (André Pimenta. Guilherme Ferreira e João Gonçalves), uma bancada ferramenteira para otimizar recursos de uma oficina e restauro de máquina de soldadura a ponto (José Couto, Micael Pereira e Paulo Barbosa), um triturador de limalhas para reduzir resíduos (Daniel Rodrigues, Guilherme Sá e João Costa) e um rachador de lenha portátil (Adriano Gomes e Leandro Vilela).​

O júri das PAP foi também constituído por Sandra Monteiro, Diretora Pedagógica da EPATV, Carlos Cruz, do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Atividades do Ambiente do Centro – Norte (SITE-Norte), Miguel Silva, da empresa Metalflow, de Adaúfe, Braga, e os professores João Martins, Ermelinda Leão, Carla Veloso e Lúcia Lopes.

As provas contaram ainda com a observação de dois estudantes de Mestrado Integrado em Engenharia Mecânica da Universidade do Minho, que se mostraram fascinados com as instalações e os recursos materiais e pedagógicos da EPATV, após uma visita guiada às oficinas, salas de aula, cozinha e refeitório.

Fonte e Imagens: Blogue do Minho

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais.

*

Pub

Categorias: Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.