Melhoria da qualidade do serviço e do impacto ambiental do transporte público de passageiros

Mobilidade | TUB prossegue renovação de frota com aquisição de viaturas elétricas

Mobilidade | TUB prossegue renovação de frota com aquisição de viaturas elétricas

Pub

 

 

Os Transportes Urbanos de Braga (TUB) acabam de reforçar a sua frota com sete novas viaturas com propulsão 100% eléctrica, aumentando assim para 13 o número de autocarros eléctricos a circular na cidade de Braga. A aquisição destas viaturas estava prevista ao abrigo de um programa de renovação iniciado em 2019 e que visa renovar um terço da frota dos transportes públicos bracarenses com viaturas menos poluentes. A cerimónia de apresentação das novas viaturas decorreu este Sábado, 4 de Julho, no Altice Forum Braga, na presença do Ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, entre outras individualidades.

Com um investimento de 3, 2 Milhões de euros, que teve o apoio do fundo de coesão POSEUR, os TUB dão mais um importante passo na promoção da mobilidade urbana sustentável do concelho. Para o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, os TUB “são uma referência nacional na operação eléctrica de autocarros de transporte público de passageiros”.

Ricardo Rio: TUB apresentam desempenho excecional

“Os TUB são um exemplo de um crescimento contínuo e sustentado ao longo dos últimos seis anos. Esta empresa tem feito um percurso verdadeiramente notável no sector que se traduz, ano após ano, no aumento do número de passageiros, no aumento de receita, na redução de custos de operação e manutenção e nos números excepcionais no desempenho e cumprimento das obrigações sem que, para isso, seja necessário penalizar os utilizadores com aumento de tarifários”, enalteceu Ricardo Rio.

O autarca bracarense congratulou-se ainda com a contratualização do serviço público de transporte de passageiros de Braga. “Entendemos a celebração de um contrato de concessão de serviço público a 10 anos, é a melhor forma de servir a população e o interesse público da mobilidade na cidade de Braga”, referiu Ricardo Rio, sublinhando “a capacidade e experiência dos TUB no cumprimento desta missão”.

Os TUB transportam cerca de 50 mil passageiros por dia, num concelho com mais de 180 mil habitantes, operando em todas as freguesias do concelho. A empresa possui 74 linhas regulares, operadas por 136 viaturas que percorreram anualmente mais de 6 milhões de quilómetros e transportaram mais de 12 milhões de passageiros, o que representa cerca de 400 mil horas de serviço público e quase 600 mil viagens realizadas.

Renovação da frota com impacto impacto ambiental positivo

Os sete novos autocarros vão circular nas linhas 74 (Camélias – Hospital) e 96 (Hotel Lamaçães – E.Leclerc), que no ano transacto transportaram quase 1 milhão e 500 mil passageiros.

As novas viaturas eléctricas integram uma candidatura aprovada ao abrigo do Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos 2020 (POSEUR 2020), com vista à renovação da frota de veículos de transporte público colectivo de passageiros, mediante a aquisição de 32 novos autocarros limpos, dos quais 7 com propulsão 100% eléctrica e 25 com propulsão a Gás Natural, reforçando a frota de 6 veículos eléctricos em operação desde finais de 2018.

Desde finais de 2018 que os TUB operam uma frota de 6 autocarros eléctricos, gerando um impacto ambiental e económico significativo.

Segundo Teotónio dos Santos, Administrador dos TUB, nos últimos dois anos a utilização destas viaturas permitiu uma redução do consumo energético em 75% e uma diminuição em mais de 100 mil euros dos custos em energia, o que representa uma poupança de 68%. De assinalar é também a redução de emissão de 347 toneladas de CO2 para a atmosfera urbana.

Fonte e Imagens: Município de Braga

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais.

*

Pub

Categorias: Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.