Empreitada envolve requalificação do Rio Torto, obra ‘há muito ansiada pelas populações vizinhas’

Mobilidade | Braga avança com segundo troço da Variante do Cávado

Mobilidade | Braga avança com segundo troço da Variante do Cávado

Pub

 

 

Braga vai avançar com a conclusão do segundo troço da Variante do Cávado que vai permitir a ligação à Freguesia de Frossos, cuja extensão será de 1.134 metros. Esta intervenção inclui igualmente a regularização do Rio Torto, entre a rotunda da Avenida do Estádio e a Estrada Nacional 201.

A proposta para abertura de concurso público, no valor de 1 milhão e 663 mil euros, será analisada, e em princípio aprovada,  esta Segunda-feira, 29 de Junho, em sede de reunião de Executivo Municipal bracarense.

Para o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, esta é uma obra crucial para a melhoria da mobilidade em Braga. “Esta Variante do Cávado, que na sua plenitude terá cerca de cinco quilómetros de extensão, será um elemento dissuasor do fluxo de trânsito no acesso à cidade e, ao mesmo tempo, uma alternativa para quem tiver que se deslocar para Freguesias como Frossos, Real ou Merelim, sem ter que passar pelo centro, nomeadamente pelo Nó de Ínfias”, explica Ricardo Rio.

A Variante do Cávado terá, assim, uma função distribuidora dos fluxos de tráfego da zona Norte da cidade, evitando a utilização da Circular Norte na sua zona mais urbana e de tráfego mais intenso (Nó da Amarela a Ínfias). No futuro, o Município pretende dar sequência a esta Variante do Cávado para melhorar a as condições de mobilidade na Cidade e por forma a garantir as ligações aos parques industriais de Adaúfe e Pitancinhos e às Auto-Estradas A3 e A11.

A empreitada envolve ainda a requalificação do Rio Torto, uma obra “há muito ansiada pelas populações vizinhas”. “Esta é uma obra fundamental para o bem-estar de todas as populações de toda a zona envolvente que inclui a criação de passadiços e ligação de margens, percursos pedonais e zonas de lazer”, explica Ricardo Rio.

Além destas valências, a intervenção inclui a alteração do traçado da linha de água e a definição das baías de retenção/infiltração e açudes, a beneficiação de passagens hidráulicas, o prolongamento da descarga de efluente tratado e a estabilização das margens.

Fonte e Imagens: Município de Braga

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais.

*

Pub

Categorias: Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.