Em Dia de Foral Afonsino foram também homenageados funcionários municipais e dos serviços municipalizados

Administração | Viana do Castelo (re)inaugura edifício polo da UF na Meadela e sede do Grupo Folclórico das Lavradeiras

Administração | Viana do Castelo (re)inaugura edifício polo da UF na Meadela e sede do Grupo Folclórico das Lavradeiras

Pub

 

 

 

No âmbito das comemorações dos 762 anos da atribuição do Foral Afonsino a Viana do Castelo, foi ontem inaugurada a requalificação e ampliação do polo da Meadela da União das freguesias de Viana do Castelo (Santa Maria Maior e Monserrate) e Meadela e da sede do Grupo Folclórico das Lavradeiras da Meadela, obra conjunta que representou um investimento superior a 270 mil euros.

O Presidente da Câmara Municipal, José Maria Costa, destacou a importância das Juntas e Uniões de Freguesia para o desenvolvimento do concelho, realçando o trabalho desenvolvido em contexto de pandemia, assegurando também a importância dos grupos folclóricos para “a construção e promoção da nossa cultura e da paz”.

O Presidente de Junta na União das Freguesias de Viana do Castelo e Meadela, José Ramos, considerou esta inauguração “um sonho que se concretizou” e que permitiu dotar de melhores condições um “espaço maravilhoso cheio de história e lembranças de todos os meadelenses”. O projeto de arquitetura visou colmatar as lacunas existentes no edifício, principalmente em relação à criação de melhores condições de acesso para cidadãos com mobilidade condicionada.

No mesmo espaço, foi também inaugurada a sede do Grupo Folclórico das Lavradeiras da Meadela. Para Bruno Martins, dirigente da instituição, este foi o concretizar de “um sonho antigo” de “ter uma sede com condições condignas, adaptada às necessidades, onde juntos pudéssemos preservar a história destes 86 anos do Grupo Folclórico das Lavradeiras da Meadela e traçar novos rumos dessa mesma história”.

Assim, no espaço, foram criadas condições “há muito necessárias”, como um espaço museológico, sala de arquivo, sala de direção, sala de trajes, um salão de ensaios com medidas apropriadas e um espaço de convívio que garantirá muitas horas de alegria e diversão entre os elementos do grupo.

Homenagem a funcionários municipais e dos serviços municipalizados

Neste mesmo dia, em que, em 1258, o Rei D. Afonso III atribuiu o Foral, criando a vila e instituindo, através do seu estatuto jurídico, administrativo e fiscal, o Município de Viana e, consequentemente, surgiram os primeiros funcionários municipais,  a Câmara Municipal de Viana do Castelo prestou homenagem a 33 funcionários municipais e dos serviços municipalizados que contam com 40 ou mais anos de serviço. O momento de reconhecimento público dos trabalhadores incluiu a atribuição da medalha de “Bons Serviços e Dedicação” pelo contributo para a dignificação da função pública e elevação do serviço municipal.

A proposta visou destacar o esforço levado a cabo pelos funcionários e pelas estruturas municipais ao longo de muitos anos de dedicação.

Na cerimónia, o Presidente da Câmara Municipal, José Maria Costa, salientou que “neste quadro excecional de pandemia, a Administração Pública Local e os seus trabalhadores assumiram um papel fundamental no funcionamento da nossa cidade. Não podemos deixar de salientar publicamente a dedicação, profissionalismo e espírito de sacrifício de todos. Tal como há 762 anos, hoje os Municípios e a Administração Pública Local continuam a desempenhar um papel relevante de promotores do desenvolvimento”.

José Maria Costa agradeceu também aos 52 voluntários municipais dirigentes, técnicos e funcionários que responderam ao repto lançado por esta ocasião e que de diversas formas apoiaram a comunidade, a cidade e o concelho durante a pandemia.

Na abertura da cerimónia, o funcionário municipal António Cruz, atual comandante da Companhia de Bombeiros Sapadores de Viana do Castelo, recebeu um louvor atribuído pelo Comandante Nacional da Emergência e Proteção Civil “pelas excelentes qualidades ao serviço dos bombeiros de Portugal, há cerca de 40 anos”.

Fonte: Município de Viana do Castelo; Imagens: (0) Canal Viana, (1, 3) Município de Viana do Castelo, (2) GFLM

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

Como qualquer outra, a Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

MB Way: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais ou outros.

*

Pub

Categorias: Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.