SYSVent OM1, ventilador português capaz de operar diversos equipamentos em simultâneo, está a ser testado

Pandemia | Bastonário da Ordem dos Médicos constata in loco testes avançados a ventilador em Vila do Conde

Pandemia | Bastonário da Ordem dos Médicos constata in loco testes avançados a ventilador em Vila do Conde

Pub

 

 

Miguel Guimarães, o bastonário da Ordem dos Médicos, visita hoje, dia 15 de junho, o Centro de Cirurgia Experimental Avançada (CCEA), em Vila do Conde, onde decorrem os testes do ventilador desenvolvido pela SYSADVANCE e pela Ordem dos Médicos, nesta fase com a colaboração da CCEA. O equipamento, que permitirá reforçar os hospitais portugueses, está nesta fase a ser testado em animais.

O SYSVent OM1, assim que se chama o ventilador, está a percorrer os passos necessários à certificação de acordo com a Diretiva de Dispositivos Médicos Europeia. Este equipamento cumpre os requisitos exigidos, nomeadamente administração e controle de mistura de Oxigénio, controle por Pressão e Volume, quer em modo de controlo mandatório quer em modo assistido, pelo que poderá em breve reforçar os hospitais de todo o país. De resto, é um ventilador desenvolvido especificamente para cuidados intensivos.

O ventilador, da autoria da empresa SYSADVANCE, começou a ser desenvolvido na sequência de um contacto feito pela Ordem dos Médicos e pela Associação Empresarial de Portugal, no âmbito da iniciativa SOS Coronavírus, que está a implementar no terreno vários projetos para minimizar o impacto da pandemia, nomeadamente identificando necessidades de infraestruturas, equipamentos e materiais, assinalou o Sol em abril passado, quando os trabalhos avançaram.

A empresa em questão tem trabalhado com uma equipa especializada em Cuidados Intensivos da Ordem dos Médicos, para desenvolver, “em tempo recorde”, o SYSVent. “Uma das vantagens deste equipamento, é que a SYSADVANCE é uma empresa especializada no desenvolvimento e produção de sistemas de geração de Oxigénio Medicinal in situ, informa ainda. Por seu lado, a equipa de trabalho foi capaz de “definir com precisão os modos ventilatórios relevantes, bem como funcionalidades importantes não existentes noutros equipamentos semelhantes, nomeadamente a capacidade de monitorar e operar remotamente vários ventiladores a partir de um computador portátil, permitiu desenhar e construir um equipamento funcional e competitivo em tempo recorde”.

 

Fonte e Imagens: TL

Fontes: OM, Sol; Imagem: OM

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais.

*

Pub

Categorias: Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.