Preservar registo histórico de transformação ao nível das relações interpessoais, economia, indústria, investigação e cultura.

Fotografia | Museu da Imagem de Braga reúne espólio fotográfico em tempos de pandemia

Fotografia | Museu da Imagem de Braga reúne espólio fotográfico em tempos de pandemia

Pub

 

 

O Museu da Imagem de Braga está a reunir um espólio fotográfico sobre o impacto da pandemia Covid-19 na cidade que tem como objectivo assumir-se como um documento histórico representativo do período que actualmente vivemos.

No sentido de constituir este espólio, o Município desafiou Gonçalo Delgado, Hugo Delgado e Luís Vieira, fotógrafos Bracarenses de reconhecido prestígio, a mostrarem-nos a sua visão sobre estes tempos de enorme transformação ao nível das relações interpessoais, da economia, da indústria, da investigação e da cultura.

Como resultado deste desafio, o acervo do Museu da Imagem será enriquecido com um conjunto de 60 fotografias, 20 de cada artista. Quando a colecção for concluída, as imagens serão tratadas e catalogadas, podendo no futuro ser trabalhadas em registo de publicação e/ou exposição. Irão estas fotografias constituir mais um fundo patrimonial que fará parte da memória das suas gentes e da Cidade.

Este é um período que está a marcar de forma indelével as sociedades do mundo globalizado e cujas consequências futuras e potencial de transformação ainda se desconhecem na totalidade. As cidades viram-se obrigadas a modificar as suas vivências e a assumirem novas regras de distanciamento social como lógica de protecção contra a propagação do vírus, levando mesmo ao encerrando temporário de diversas actividades.

A pandemia de Covid-19 é um acontecimento entendido como um dos maiores desafios que a humanidade enfrenta desde a II Guerra Mundial e os registos obtidos por estes profissionais da fotografia será um valioso instrumento para futuras aprendizagens e análises deste tempo.

Pela lente destes três fotógrafos poder-se-á, entre outros pormenores, observar o total vazio da cidade, evocar os rostos dos da linha da frente na luta à pandemia, recordar as novas adaptações no centro de rastreio e nos serviços municipais e analisar o retomar progressivo à nova normalidade.

Fonte e Imagens: Município de Braga

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais.

*

Pub

Categorias: Sociedade

Acerca do Autor

Comente este artigo

Only registered users can comment.