Olaria, figurado, pintura, escultura na Galeria Municipal, Museu de Olaria e Torre Medieval

Arte | Barcelos reabre espaços expositivos municipais

Arte | Barcelos reabre espaços expositivos municipais

 

 

O Município de Barcelos reabriu os espaços municipais no dia 1 de junho e a reabertura ficou marcada com a abertura de uma exposição na Torre Medieval e Posto de Turismo e o prolongamento de exposições noutros espaços municipais.

A nova exposição é sobre a olaria e figurado da artesã barcelense Inês Machado, podendo ser vista até 5 de julho e pretende homenagear o seu trabalho nestas áreas. A obra de Inês Machado é conhecida pela elaboração de peças com um misto de cores vidradas e viva, de grande dimensão, utilizando o barro branco e preto. É uma das artesãs certificadas de produção da arte popular portuguesa e é reconhecida como um alicerce da comunidade artesanal local.

Na Galeria Municipal de Arte, foi prolongada até 5 de julho a exposição coletiva, ” No Feminino”, de Carmen Touza, Maria Beatitude, Marília Leitão, Noelle Tutenuit e Rosa Vaz. São trabalhos de cinco mulheres pintoras que, a partir de diferentes estéticas, apresentam a sua visão do feminino.

A exposição “Guizos”, de Vírginia Fróiz, no Museu de Olaria, foi prolongada até 12 de julho. É composta por diferentes elementos cerâmicos para mexer e para observação de objetos sonoros de percussão.

Para além destas obras, estão patentes no Museu da Olaria, até ao final do ano, as exposições, “Olaria do Norte de Portugal”, com peças de louça utilitária pertencentes aos mais importantes centros oleiros do norte de Portugal, e “O Figurado de Rosa Ramalho na Coleção de Juan Yebra-Pimentel Rodriguez O espanhol”, uma coleção com destaque para a dimensão das peças, feita por um apaixonado pelo trabalho de Rosa Ramalho.

 

Fonte: Município de Barcelos; Imagens: (0) Rosa Vaz, (1) Município de Barcelos

*

*

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais.

*

Categories: Agenda, Arte

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.