Limites, desafios e oportunidades da imprensa de âmbito regional no centro de debate online

Imprensa | Pedro Costa participa em conferência do Instituto do Mundo Lusófono sobre Jornalismo Regional

Imprensa | Pedro Costa participa em conferência do Instituto do Mundo Lusófono sobre Jornalismo Regional

 

 

‘Jornalismo Regional : Limites, Desafios e Oportunidades’ é o tema da videoconferência que o IMLus – Instituto do Mundo Lusófono vai realizar amanhã, dia 15 de junho, pelas 19h00, na plataforma ‘Zoom’. O debate online terá transmissão direta na página do facebook do IMLus, a plataforma de promoção da Lusofonia, com sede em Paris, dirigida pela barcelense Isabelle Oliveira.

“No complexo paradigma da relação entre o campo jornalístico e a sociedade democrática, a imprensa regional tem especial importância no contributo para a “regeneração” de um espaço público local, potenciando a capacidade racional e ação cívica dos cidadãos sobre assuntos da res publica. Corresponder às necessidades da opinião civil, no âmbito do dever de cidadania de qualquer jornal, alimentar o mercado das informações a favor do interesse das audiências e captar fatias publicitárias para garantir os negócios é um dos mais desafiantes objetivos atuais e futuros”, assinala, a este propósito, o investigador Vítor Amaral em ‘A proximidade da imprensa regional à ideia de cidadania ativa‘. “Também porque a imprensa convencional, seja local ou nacional, já não tem o exclusivo da mediação informativa. Multiplicaram-se as vozes e as narrativas pós-jornalísticas, de que a Internet é mãe, em modelos de comunicação horizontal de muitos para muitos”, naquilo que é designado mass-self communication.

Estas são problemáticas com que se confronta a imprensa local e regional e que passarão com toda a certeza pelo debate. Diversas outras questões se poderão levantar favorecendo um debate que se espera contribuidor e esclarecedor em relação às problemáticas em apreço.

Para lá de Pedro Costa, diretor e editor da VILA NOVA, o encontro conta com a participação de António Bessa Carvalho, vice-presidente da Confederação Portuguesa das Colectividades de Cultura, Recreio e Desporto, Francisco Rebelo dos Santos, diretor do Região de Leiria, José Alves, diretor do Barcelos Popular, José Manuel Sertório Madeira Piçarra, jornalista e administrador da grupo Diário do Sul / Rádio Telefonia do Alentejo, e Anabela Carvalho, jornalista chefe de redação d’ O Gaiense.

O debate terá a moderação de Maria Guitton, advogada e vice-presidente do Instituto do Mundo Lusófono.

Obs1: a conferência era para se ter realizado em 6 de junho, às 15h00, mas foi adiada por motivos imprevistos de ordem técnica.

Obs2: artigo atualizado em 15062020, 115h19, com atualização de data do evento e substituição de respetivas imagens.

Fonte e Imagem: IML

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais.

*

Categories: Agenda, Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.