Nuno Melo, José Manuel Fernandes, Carlos Magno e Rui Freitas à conversa sob moderação de Durval Tiago Ferreira

Media | CDS propõe debate em torno do papel da Comunicação Social em tempos de pandemia

Media | CDS propõe debate em torno do papel da Comunicação Social em tempos de pandemia

Pub

 

 

A Distrital de Braga do CDS-PP vai realizar esta terça-feira, 2 de Junho, pelas 21h30, mais uma sessão de debate online, a exemplo do que tem vindo a acontecer nas últimas semanas. Desta feita, o tema centra-se num elemento da sociedade cujo poder tem sido frequentemente sobreavaliado, mas que também não é de desdenhar: a Comunicação Social.

Os quatro intervenientes – Nuno Melo, eurodeputado eleito pelo CDS-PP, na qualidade também de anfitrião, José Manuel Fernandes, diretor do Observador, Carlos Magno, jornalista, ex-presidente da ERC, e Rui Freitas, jornalista do Eco – Economia Online – estarão à conversa sob moderação de Durval Tiago Ferreira, jurista, militante do CDS-PP e candidato a deputado nas últimas eleições legislativas.

“O papel da comunicação social tem sido relevante, desde sempre, e não o foi e é de maneira diferente neste tempo. Vamos refletir sobre a importânciada informação e sobre a construção da opinião pública neste tempo em que muitos buscaram na imprensa informação credível para acompanhar a evolução da pandemia”, diz o líder distrital Nuno Melo.

Ao longo do debate os intervenientes irão certamente levantar estas e outras questões e oferecer contributos que se pretendem esclarecedores relativamente ao poder – e ao papel – da Comunicação Social em tempos de pandemia, período em que as dúvidas e as falsas informações abundam.

A Distrital de Braga do CDS-PP pretende desta forma contribuir para o esclarecimento público e acrescentar perspetivas relevantes para os grandes desafios que se apresentam ao nosso futuro.

A iniciativa pode ser acompanhada em direto na página facebook Cds-PP Faz Sentido em Braga na plataforma Facebook, decorre a partir das 21h30 horas.

Fonte e Imagem: CDS

 

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

A Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e plural, é gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais ou outros.

*

 

 

Pub

Categorias: Agenda, Política, Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.