Manuel Augusto de Araújo: Com todos e para todos, o nosso compromisso continua e deve ser fortalecido nos momentos difíceis

Comunidade | Engenho celebra 26 anos em prol do Vale do Este

Comunidade | Engenho celebra 26 anos em prol do Vale do Este

Pub

 

 

A ENGENHO – Associação de Desenvolvimento Local do Vale do Este – celebrou, na passada quarta-feira, dia 27 de maio, o seu 26º aniversário. Apesar dos fortes condicionamentos decorrentes da aplicação do Plano de Contingência aplicado, para proteção de todos, nesta instituição que trabalha sobretudo com séniores e crianças, a Instituição conseguiu encontrar breves momentos para assinalar a data em cada um dos seus departamentos.

Manuel Augusto de Araújo, o presidente da direção, aproveitou a ocasião para assinalar que, “neste tempo duro e difícil, têm sido os nossos colaboradores que, na linha da frente do combate aos contratempos vividos nos diversos equipamentos sociais da instituição, têm mantido o ânimo e coragem” entre a comunidade.

“Os momentos são de crise e, neste tempo, temos feito das tristezas coragem. O nosso compromisso continua e deve ser fortalecido nos momentos difíceis. Com todos e para todos”. Manuel de Araújo reforça a mensagem nas redes sociais, orgulhoso daqueles com quem pode contar. “Louvamos e agradecemos a todos os que têm defendido e apoiado esta causa”.

A ENGENHO, no decorrer desta crise e com base num plano de contingência robusto em todos os seus serviços, mantém em funcionamento o Lar, Serviço de Apoio Domiciliário, Centro de Dia com serviço ao domicílio, Creche, Serviço de Atendimento e Acompanhamento Social e Pré- Escolar, que será reaberto no próximo dia 1 de junho.

Para este responsável, “nesta crise que enfrentamos, e na qual a ENGENHO tem cumprido com muito esforço a sua missão ao serviço das comunidades, é fundamental que todos se concentrem no essencial, pois impõe-se  capacidade  de organização, ação, determinação e sentido de responsabilidade individual e coletiva”. Não obstante, Manuel de Araújo referiu ainda que deverá chegar um momento em que será necessário “refletir, debater, mudar e aprender”. Daqui para a frente, “tudo será diferente e que seja para melhor”, acrescentou.

Atendendo às circunstâncias do momento, a ENGENHO cancelou a organização da sua habitual Festa Comunitária, momento de encontro, no último domingo de maio, de dirigentes, colaboradores, associados, autarcas, parceiros e amigos. Como sempre, estavam previstas diversas iniciativas, uma das quais de substancial relevo. Tratando-se a presente edição da Festa de Encerramento das Comemorações dos 25 anos da Associação, iria ser concretizada a apresentação e lançamento do livro “ENGENHO – 25 ANOS – Um Projeto e uma Obra”, que inclui, para lá de um retrato histórico circunstanciado, alguns testemunhos e uma mensagem de abertura de Marcelo Rebelo de Sousa, o Presidente da República, este livro cuja edição resulta agora adiada.

Fundada a 27 de Maio de 1994, a ENGENHO surgiu com base num compromisso, tendo em vista a promoção e o desenvolvimento comunitário das populações do Vale do Este, o seu território de intervenção prioritário.

Aproveitando e potenciando as caraterísticas e vivências do mundo rural, as relações de boa vizinhança e um forte sentimento de solidariedade, a ENGENHO arquitetou um projeto para resolver problemas comuns.

Através das suas diferentes respostas sociais, serviços e dinâmicas, a ENGENHO tem dado um forte contributo a favor da coesão social, sustentabilidade territorial e defesa do bem comum, privilegiando sempre o primado da pessoa humana e a sua condição.

Fonte e Imagens: ENGENHO

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais.

*

Pub

Categorias: Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.