Equipamento facilitador de comunicação deverá ser comercializado a cerca de 5,00 euros

Saúde | Máscara para utilizadores com dificuldade de audição produzida pela Elastoni de Famalicão

Saúde | Máscara para utilizadores com dificuldade de audição produzida pela Elastoni de Famalicão

Pub

 

 

A Elastoni, com sede em Joane, Vila Nova de Famalicão, através da sua marca Be Angel, desenvolveu, em estreita colaboração com o CITEVE, uma máscara social transparente para fácil leitura labial. Esta solução vinha a ser muito reclamada por um espetro alargado de potenciais utilizadores, como sejam a população surda ou com dificuldade auditiva, intérpretes de língua gestual, terapeutas da fala, entre outros.

Esta máscara social transparente, que conjuga a proteção da máscara comum com a transparência da viseira, mais facilitadora da comunicação entre os consumidores daquela vasta comunidade – calcula-se em cerca de dois milhões o número de portugueses com dificuldades auditivas – e seus interlocutores, acaba de ver concluído o respetivo processo de certificação.

O trabalho realizado envolve também outras empresas famalicenses: Angelincentive e Perfil Cromático, esta última da área da tinturia e acabamentos.

Centro Tecnológico da Indústria Têxtil de Famalicão terá desafiado a Elastoni, uma empresa de confeções, a desenvolver este equipamento de proteção individual que deverá estar disponível pelo final de maio ou início de junho, após cerca de um mês e meio de desenvolvimento e o o tempo necessário para a criação de stocks mínimos indispensáveis à comercialização.

Quem tem dificuldades auditivas e tenta comunicar com outra pessoa de máscara, tem dificuldade em perceber o que está a ser transmitido. Uma ida ao médico, a um qualquer estabelecimento comercial, ou até mesmo a comunicação intrafamiliar ou com o professor  tornaram-se muito mais difíceis para quem tem problemas de audição.”Em tempos de pandemia, o uso de máscara e a distância social tornaram-se uma espécie de novo normal que dificulta bastante a vida dos surdos, de quem está a perder a audição, dos intérpretes de linguagem gestual ou terapeutas da fala. Ver padrões labiais e expressões faciais é vital para quem comunica através da língua gestual“, narra Alexandra Vaz de Abreu, no Expresso.

Nuno Oliveira, o gerente da Elastoni, manifesta alguma surpresa perante o desconhecimento de um público potencial em que nunca tinha pensado. “Estas máscaras podem servir mais de um milhão de pessoas em Portugal, uma vez que não estamos a falar apenas dos surdos, mas também de pessoas com dificuldades auditivas, como a minha mãe. Tinha um problema em casa e não sabia”.

As máscaras deverão ser comercializadas por um valor aproximado de 5,00 euros.

Fontes: Citeve, Elastoni, Expresso; Imagens: Citeve

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais ou outros.

*

Pub

Categorias: Economia, Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.