Prochild realiza estudo sobre parentalidade e Covid-19

Famílias | Guimarães realiza testes a funcionários de creches

Famílias | Guimarães realiza testes a funcionários de creches

Pub

 

 

A abertura das creches, no âmbito do plano de regresso à normalidade definido pelo Governo, acontece no próximo dia 18 de maio. Nesse sentido, a Município de Guimarães, em articulação com o Ministério da Segurança Social, assume a realização de testes de rastreio à Covid-19 para todos o pessoal docente e não docente. No total são cerca de 450 colaboradores em representação de 39 instituições.

Os testes terão início esta segunda-feira, 11 de maio, nas instalações da sede da Pro-Child, instituição que combate a pobreza e a exclusão social na infância, no antigo edifício de Cybercentro, no Complexo Multifuncional de Couros.

Medidas de prevenção a ter em conta

A Direção-Geral de Saúde, entretanto, já anunciou algumas medidas de prevenção no âmbito do funcionamento das creches. Garantia de substituição de funcionários doentes, não utilização de sistemas de ar condicionado em sistema de recirculação, existência de um dispensador de gel desinfetante por sala, encerramento de espaços não utilizados, arejamento dos espaços com abertura de portas e janelas, rigor na higiene de todos os espaços, com reforço de ações de limpeza e descontaminação, incluindo limpeza de mesas e cadeiras entre turnos nas salas de refeição, divisão de turmas tornando-as mais pequenas e não partilha de material didático entre as crianças, com os brinquedos pessoais  a ficarem em casa, são algumas das disposições determinadas para que tudo possa correr o melhor possível.

Entretanto, as famílias devem também tomar as suas precauções. Os pais e encarregados de educação deverão disponibilizar calçado para uso exclusivo no interior das creches e não podem entrar nas creches, devendo a entrega e receção das crianças ser feita de forma individual. No caso do transporte das crianças em viaturas disponibilizadas pelas creches, ou empresas prestadoras desse tipo de serviço, serão aplicadas as mesmas regras em vigor para os transportes públicos.

Prochild realiza estudo sobre parentalidade e Covid-19

O Laboratório Colaborativo ProChild CoLAB e a Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa estão a conduzir o estudo “Parentalidade e adaptação dos filhos durante a Pandemia da COVID-19: Um estudo transnacional com países Europeus“. A coordenação do estudo é feita, respetivamente por Marlene Sousa e por Ana Isabel Pereira e Luísa Barros.

Este é um estudo transnacional que tem por objetivo conhecer como é que as crianças e os/as jovens e os seus cuidadores estão a lidar com este período marcado pelo isolamento social e outros desafios que resultam da pandemia COVID-19, que está a afetar diferentes países. Esta investigação envolve investigadores de diferentes instituições e países Europeus, incluindo Portugal, Holanda, Reino Unido, Espanha e Roménia.

Se tem um filho entre os 6 e os 16 anos, está convidado a participar.

Fontes: Município de Guimarães, Prochild; Imagens: (0) CJI CP Serzedelo (1) CM GMR, (2) Prochild

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais ou outros.

*

Pub

Categories: Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.