Manuela Cunha

Covid-19 | Preparem-se para a chegada dos EgoUmbiguistas!

Covid-19 | Preparem-se para a chegada dos EgoUmbiguistas!

Pub

 

 

Acabo de inventar uma palavra: EgoUmbiguista!

E invento-a porque não me ocorre mais nenhuma em que caiba a ideia que se vai construindo, na minha cabeça, à medida que oiço personagens a debitar teorias conspiradoras e demagógicas sobre a atuação dos nossos políticos nesta época histórica. “Malleureusement” histórica!

E estou confortavelmente à vontade para o fazer! Os meus amigos sabem porquê; e isso basta-me!

Numa altura em que, pela primeira vez, todos, mas mesmo Todos, fomos assolados por um inimigo, até à data, mais inteligente, mais estratega do que o próprio Homem (Homem de Humanidade);

Numa altura em que todos, mas mesmo Todos sentimos Medo e Desorientação, restou-nos a Fé e a Política! Ou, para outros, a Fé na Política! Nesta altura pouco importa!

O que importa de facto é que Todos confiamos nos nossos Líderes Políticos! E por um breve momento, nem fomos da Esquerda, nem da Direita! Fomos apenas Portugueses!

E isso, soube bem! Tranquilizou-nos! Preencheu-nos o Medo e aliviou-nos o Pânico! Tínhamos em quem confiar a nossa sorte! Ou desígnios taciturnos! Não importa!

O que importa é que cada político, desde o Presidente da República, Primeiro Ministro, Autarca ou Presidente de Junta, ainda que também eles em pânico, fez o seu melhor. O melhor do seu melhor! Haja quem contrarie esta minha certeza!

Quem faria melhor? Quem? Quem?

Desculpem a minha ingenuidade, afinal havia quem!

Há sempre aquele que faria melhor, o político A ou B ou talvez o C! É só ouvi-los falar agora! É só vê-los agora a apontar o dedo ou a debitar hipóteses para escreverem grandes teses!

Quem aponta o dedo normalmente é aquele que nada faz! Não tem tempo para o fazer! Sim, porque o tempo não chega para tudo e isto de criticar para brilhar dá muito trabalho!

E lá vêm eles com os seus mapas fotocopiados e as suas grelhas coloridas e gráficos de elastano agasalhados por debaixo dos braços para dar credibilidade aos jornalistas e às suas audiências!

E enquanto os ouço fico preocupada! É que o Ego deles começa a encher tanto que se confunde com um umbigo… Uma imagem estranha, diga-se!

E a língua viperina? É melhor nem falar!

Não, meus Senhores!

Não, ninguém faria melhor do que os nossos fizeram por nós e por vós, nesta altura eletrizante!

Ninguém! Ninguém!

Por isso, recolham o vosso Ego.

Ensurdeçam o vosso Umbigo, que não estamos na altura de EgoUmbiguistas!

A Vida é outra… agora!

 

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais ou outros.

*

Pub

Categorias: Crónica, Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Manuela Cunha

Formação Académica - Mestre em Ciências da Educação - Investigação na área da Inteligência Emocional e Psicologia Positiva. - Especialização em Educação Especial - Licenciatura em Ensino de Português e Francês Participação nos seguintes projetos: - Comunidades de Aprendentes com o Prof. Dr. Joaquim Azevedo - Embaixadora Led on Valius com o Prof. Dr. Roberto Carneiro - Mentora e Formadora da Escolas de Pais Especiais - Aprender a ser pais felizes com um filho com deficiência mental. - Palestrante convidada sobre Inteligência Emocional e Felicidade, em vários pontos do país - Participação em vários programas de televisão no âmbito da Educação Especial - Cronista convidada pela Porto Editora no portal da Educação - Educare.pt Livros publicados 1º - A Familia e a Escola face ao Auntismo 2º - Semeadores de Afetos - Vivências reais de uma professora da Educação Especial ( Este livro teve o reconhecimento televisivo pelo atual Presidente da República) 3º - Pais Felizes! Filhos Felizes! 4º- Ainda em fase de construção

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.