António Vilela

Abril | Abril faz-se todos os dias

Abril | Abril faz-se todos os dias

Pub

 

 

Há 46 anos, o sonho de libertar o país do medo e da opressão, com uma esperança renovada no futuro, começou a ser construído.

Portugal saiu do isolamento e do marasmo que o tolhiam e iniciou o merecido caminho da prosperidade e do bem-estar.

O percurso até aqui não foi fácil. Foi necessário soltar as amarras de quase meio século de autoritarismo e de repressão, de um obscurantismo que, tristemente, votou o nosso país ao imobilismo e ao atraso.

Neste dia em que comemoramos a democracia e a liberdade e em que prestamos a nossa homenagem aos capitães de Abril e a todos aqueles que, com coragem e patriotismo, tornaram possível a concretização do sonho de milhões de portugueses, enfrentamos, 46 anos depois, novamente um grande desafio. Desta feita um inimigo invisível, o vírus causador da Covid-19.

Só com a mesma capacidade de mobilização e o esforço de superação dos capitães de Abril é que ultrapassaremos esta fase difícil.

A resposta que está a ser dada pelos Portugueses, e em particular pelos Vilaverdenses, à pandemia de Covid-19 é paradigmática da maturidade democrática e da elevação cívica de um povo que enfrenta a tormenta com uma vontade férrea e que não soçobra perante a forte adversidade.

O poder local, uma vez mais, voltou a demonstrar estar à altura das exigências, colocando-se ao lado das pessoas, porque é, de facto, um genuíno e efetivo poder de proximidade.

Em Vila Verde, as Juntas de Freguesia, as IPSS, os Bombeiros Voluntários, a GNR, os Centros de Saúde e os diversos profissionais de saúde têm realizado um trabalho hercúleo na intransigente defesa da saúde das pessoas, tudo fazendo para salvaguardar o bem-estar de todos e principalmente dos mais vulneráveis.

Durante este período difícil, também os agentes económicos Vilaverdenses demonstraram um grande sentido de responsabilidade através da adoção de medidas, no sentido de diminuírem e evitarem a propagação do vírus.

O Município de Vila Verde orgulha-se deste trabalho em rede e desta parceria consistente e eficaz que está a ser desenvolvida em benefício das pessoas.

No âmbito da criação destas sinergias, foi elaborado e está a ser implementado um Plano de Ação destinado a combater a propagação do vírus, contemplando medidas concretas de apoio às pessoas e às instituições e de proteção e estímulo às atividades económicas locais.

A este nível, foram ainda criados dois Centros de Testes Covid-19 para testar todas as pessoas com sintomas e todas as equipas de serviço nos lares e apoio domiciliário. O Município de Vila Verde adquiriu dois mil testes para rastrear, também, todos os idosos institucionalizados nos lares ou que usufruem de apoio domiciliário.

Este esforço sistemático e persistente prossegue com a distribuição de material de proteção a todas as pessoas que realizam serviços essenciais e que permanecem na linha da frente no combate à pandemia.

A par desta estratégia de defesa da saúde de todos, continuou a intensa atividade do Município no sentido de garantir que Vila Verde se mantém no caminho da construção de um território coeso, moderno e competitivo, onde todos encontrem cada vez melhores condições de vida.

De facto, a vida, em Vila Verde, não parou. Está em curso a concretização de um volumoso plano de investimentos estratégicos em setores de vital importância para o desenvolvimento do concelho, com especial incidência na requalificação de vias de comunicação estruturantes.

Neste dia em que também se celebra o nascimento do poder autárquico verdadeiramente democrático, deixo, aqui, a total garantia de que continuaremos a trilhar o progresso em sintonia com as forças vivas do nosso território e perseguindo a meta da afirmação de Vila Verde como um território inclusivo, com excelentes oportunidades para todos os residentes e para os empreendedores que aqui realizarem novos projetos de investimento gerador de riqueza e de emprego.

Abril faz-se, todos os dias, com este esforço coletivo centrado na construção de um território moderno e na busca incessante do progresso e do bem-estar das pessoas.

Permitam-me que termine com uma mensagem de coragem e conforto para todos(as) os(as) Vilaverdenses e respetivas famílas que estão a lidar mais de perto com esta pandemia de Covid-19. Com redobrados cuidados, sem baixar a guarda, vai ser possível o regresso gradual à atividade social, económica e cultural e a uma vida progressivamente livre do medo e da ameaça invisível que tem vindo a pairar sobre todos nós.

Viva o 25 de Abril!

Vila Vila Verde!

Viva Portugal!

 

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais ou outros.

*

Pub

Categorias: Crónica, Política, Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

António Vilela

Presidente da Câmara Municipal de Vila Verde.

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.