‘Vivermos livres na comunidade cujo rumo e cujo ritmo de desenvolvimento decidimos’

Abril | Aires Pereira: 25 de Abril sempre

Abril | Aires Pereira: 25 de Abril sempre

Pub

 

 

A propósito da celebração que amanhã, 25 de abril, se assinala, Aires Pereira, o presidente do Município da Póvoa de Varzim, lembrou, em mensagem dirigida, aos munícipes e concidadãos poveiros, a relevância do momento e que esta ‘data será festejada’ no futuro, com ‘redobrado entusiasmo‘ em relação ao presente ano, ‘dadas as ponderosas razões de saúde pública’ que acontecem 46 anos depois.

Aires Pereira lembra, por isso, neste tão diferente 25 de Abril, a todos os poveiros que, como esta surpreendente pandemia veio demonstrar, ‘a liberdade não é um valor eternamente conquistado e de que podemos usufruir ilimitada e incondicionalmente – bem pelo contrário, exige de cada um de nós e das nossas sociedades a vivência quotidiana dos princípios sociais, económicos e culturais que a sustentam.

O autarca deixa uma mensagem em tom emotivo, desvelando a ‘profunda gratidão que ao 25 de abril devemos’, uma vez que este, para lá da liberdade, é também em grande medida o responsável por ‘boa parte do desenvolvimento a que tivemos acesso, designadamente àquele que até nós chegou através daquela que é incontestadamente reconhecida como uma das maiores conquistas da nossa democracia: o Poder Local, que colocou nas mãos de todos nós a possibilidade de decidirmos o destino da nossa comunidade’.

Lamentando o facto de ‘um vírus ainda misterioso nos privar da liberdade de circulação e de reunião, e assim nos remeter, de algum modo, para a clausura de que Abril nos libertou, o autarca poveiro recorda que o importante é mantermos o sentimento ‘de vivermos livres na comunidade cujo rumo e cujo ritmo de desenvolvimento decidimos‘.

Fonte e Imagem: Município da Póvoa de Varzim

***

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking, multibanco ou mbway. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais ou outros.

*

Pub

Categorias: Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.