Município, ULSAM e IPSS desenham resposta de prevenção indispensável ao combate à pandemia

Saúde | Hospital de Retaguarda no Centro Cultural de Viana do Castelo poderá tratar até 200 doentes Covid-19

Saúde | Hospital de Retaguarda no Centro Cultural de Viana do Castelo poderá tratar até 200 doentes Covid-19

Pub

 

 

Viana do Castelo tem já disponível um Hospital de Retaguarda que se encontra pronto a albergar e tratar até um máximo de duas centenas de doentes de Covid-19. Ao todo, este Hospital de Retaguarda, situado na capital do Alto Minho, contará, no momento do seu arranque, com 121 camas, mas poderá ver a sua capacidade aumentada até às 200, com alas feminina e masculina.

Num momento em que ainda não começou a funcionar e todos gostariam que de facto não fosse necessário, o espaço está dotado com cem camas e enfermaria, 21 quartos individuais, sala de tratamentos, sala de convívio e refeições, unidade de gabinete médico, balneários masculinos e femininos, unidade de armazenamento de equipamento para sujos e limpos, dois acessos diferenciados de entradas e saídas e oitenta cacifos individuais.

O layout do hospital de retaguarda foi projetado de acordo com orientações da Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM) e das autoridades de Saúde Pública.

Salvaguardar o bem-estar da população vianense

O Serviço Municipal de Proteção Civil de Viana do Castelo, em articulação com o CODIS – Comandante Operacional Distrital da Proteção Civil e o Presidente do Conselho de Administração ULSAM tem vindo a preparar e concretizar diversas ações e medidas de proteção para fazer face à pandemia da Covid-19. Assim, a Câmara Municipal de Viana do Castelo, pretende continuar a salvaguardar o bem-estar e saúde de todos os vianenses, mediante um conjunto de medidas, de entre as quais se destacam, para além da instalação desta unidade de Reserva Estratégica Hospitalar:

– Disponibilização de testes de Covid-19 nos lares residenciais de idosos, desde que cumpram as prescrições médicas;

– Criação de lugares de confinamento para quarentena profilática nos Centros Náuticos Municipais e Sedes dos Grupos Folclóricos do concelho, para cidadãos idosos com autonomia, num total de 7 espaços com capacidade para 190 pessoas;

– Fornecimento de Equipamentos de Proteção Individual a quem trabalha nas IPSS’s, distribuindo kits com luvas e máscaras de proteção, uma medida que se estende a todas as instituições de solidariedade do concelho.

Na vistoria que deu o aval ao funcionamento deste Hospital de Retaguarda marcaram presença o José Maria Costa, o presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, António Ramos, presidente do Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM), e Filomena Araújo, presidente da União Distrital das Instituições Particulares de Solidariedade Social de Viana do Castelo (UDIPSS – Viana do Castelo).

 

Fonte e Imagens: Município de Viana do Castelo

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais ou outros.

*

Pub

Categorias: Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.