‘É um privilégio conviver de perto com uma tão grande diversidade de aves’

Fotografia | José Alves: bird watching no Parque da Devesa

Fotografia | José Alves: bird watching no Parque da Devesa

Pub

 

 

A 28 de setembro de 2012, encontrava-me em reportagem fotográfica, na inauguração do Parque da Devesa, em Vila Nova de Famalicão. Nesse momento, percebi que, para lá das várias atividades para as quais este parque estaria desenhado, a fotografia de natureza podia vir a ser também uma excelente oportunidade, no que respeita ao registo e observação de aves.

O Parque da Devesa tinha todas as condições essenciais para a atividade de bird watching. Assim, a partir de então, comecei a visitar o parque, no sentido de efetuar o registo fotográfico das aves que por ali passavam ou residiam, atividade esta que continuo a desenvolver até ao dia de hoje, contando já com mais de 90 espécies registadas em fotografia. Entre as espécies registadas, como não podia deixar de ser, encontra-se o já famoso Guarda-rios, bem como algumas outras pouco comuns, como por exemplo: o Falcão peregrino, a Ógea, a Águia calçada, a Cigarrinha malhada, ou mesmo uma raridade como a Franga D’ água-grande.

Para além do contacto com a natureza, é também um privilégio conviver de perto com uma tão grande diversidade de aves que muitos de entre nós dificilmente as poderão ver ao vivo. No entanto, através do meu trabalho, é possível dar a conhecer tal variedade que todos nós temos a responsabilidade e o dever de preservar.

Imagens: José Alves/Inbox Fotografia

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais ou outros.

*

Pub

Categorias: Arte, LifeStyle, Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

José Alves

José Alberto Alves tem 51 anos, é natural de São Tiago de Antas e há 30 anos que tem como profissão principal a área comercial, sendo responsável pelo acompanhamento em grandes superfícies na área da bricolage. Está, desde 2015, inscrito no CNID (Associação dos Jornalistas de Desporto) e possui desde 2017 carteira profissional de fotojornalista, emitida pela comissão da carteira profissional de jornalistas, tornando-se também fotojornalista do Jornal do Ave. Ainda no ano de 2015, começou o seu interesse por fotografar aves. Uma atividade que faz com muito prazer, percorrendo todo o país, e até com incursões à nossa vizinha Espanha no acompanhamento da migração das aves.

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.