Feiras e mercados circunscritos à alimentação, entre outras medidas

Coronavírus | Famalicão atualiza plano de contingência com restrições adicionais

Coronavírus | Famalicão atualiza plano de contingência com restrições adicionais

Pub

 

 

Na sequência da pandemia do coronavírus – Covid-19, a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão está a acompanhar de perto o desenvolvimento do problema e a atualizar as medidas que se impõem para a salvaguarda da saúde pública, de acordo com as orientações das entidades públicas nacionais. Assim, o Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, decidiu esta segunda-feira, 16 de março, fazer evoluir para uma nova fase o plano de contingência municipal.

Foram por isso adotadas, de imediato, e entre outras, as seguintes medidas:

1 – Encerramento ao público de todos os serviços municipais de atendimento presencial. O atendimento passa a ser obrigatoriamente realizado por via telefónica ou por via digital através dos contactos gerais  (telefone 252320900; e-mail camaramunicipal@famalicao.pt). Podem também ser utilizados os contactos diretos dos diversos departamentos, disponíveis para consulta  na página do município em www.famalicao.pt.

2 – Encerramento ao público de todos os espaços desportivos e parque infantis municipais (serão encerrados os parques vedados, mas é igualmente proibida a utilização dos espaços não vedados).

3 – A realização da Feira Semanal e do Mercado Municipal passam a estar circunscritas à área da alimentação. Todas as outras atividades comerciais ficam suspensas.

4 – Permanecem encerrados todos os Pavilhões Municipais, Museus da responsabilidade municipal, Casa das Artes, Casa da Juventude, Biblioteca Municipal e polos, Arquivo Municipal e Casa do Território.

5 – É suspensa toda a agenda de animação cultural e social do município.

6 – Em termos de funcionamento interno, os trabalhadores municipais, nos casos em que as funções o permitam, passam a regime de trabalho à distância, nomeadamente teletrabalho, mantendo a partir de casa todas as obrigações e deveres profissionais a que o seu vinculo com o município obriga. A Câmara Municipal vai acompanhar de perto esta situação e agirá em conformidade, perante o eventual incumprimento das obrigações profissionais a que os funcionários estão vinculados.

7 – Os serviços municipais essenciais permanecem ativos na sua máxima operacionalidade, nomeadamente:

– Proteção Civil

– Ação Social

– Comissão de Proteção de Crianças e Jovens

– Recursos Humanos

– Contabilidade e Gestão

– Vigilância

– Informática

– Ambiente (água, saneamento e resíduos)

– Policia municipal

– Cemitério Municipal

– Canil Municipal

8 – Definição de um plano de atuação para apoio aos famalicenses em situação de isolamento e carência económica através da Rede Social de Vila Nova de Famalicão com apoio de diversa natureza, nomeadamente ao nível da alimentação, saúde e apoio psicológico.

9 – Em articulação com os agrupamentos de escolas, associações de pais e juntas de freguesia, serão garantidas as refeições escolares a todos os alunos beneficiários dos escalões A e B em regime de take away, com inscrição prévia obrigatória.

Estas medidas entram imediatamente em vigor e serão atualizadas sempre que a situação o justifique. O Município de Vila Nova de Famalicão apela à consciência cívica de todos os famalicenses na defesa da sua saúde e da saúde da comunidade, com o respeito máximo por todas as orientações emanadas pela Direção Geral de Saúde (www.dgs.pt).

O Município de Vila Nova de Famalicão expressa reconhecimento público pelo enorme sentido de responsabilidade e profissionalismo de todos quantos estão na linha da frente de atuação ao nível da Proteção Civil, nomeadamente, profissionais de saúde, segurança e bombeiros.

 

Fonte e Imagem: Município de Famalicão

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, o seu contributo pode também ter a forma de publicidade.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.