Nova edição tem candidaturas até 30 de abril

Boas Práticas | Prémio MSD de Investigação em Saúde apoia projetos inovadores e com impacto na saúde

Boas Práticas | Prémio MSD de Investigação em Saúde apoia projetos inovadores e com impacto na saúde

Pub

 

 

A MSD procura diariamente construir relações e projetos que vão ao encontro das necessidades dos doentes, mas também dos médicos, que têm por missão o tratamento adequado, informado e mais completo possível dos seus doentes.

Consciente da importância crescente com que a investigação científica na saúde se apresenta para o futuro da medicina em Portugal e dos esforços diários que as equipas médico-científicas aplicam no planeamento e desenvolvimento dos seus projetos de investigação, a MSD – Merck Sharp & Dohme tem reconhecido todo este trabalho e dedicação.

Está por isso a chegar, este ano, a 2ª edição do Prémio MSD de Investigação em Saúde, uma distinção que tem como objetivo reconhecer e apoiar projetos científicos inovadores e de qualidade a serem implementados em território nacional, contribuindo, desta forma, para a dinamização da investigação em Ciências da Saúde em Portugal.

As candidaturas à nova edição tiveram início a 17 de março e decorrem até 30 de abril. Estão abertas a todas as equipas de trabalho, constituídas por Médicos Especialistas e Internos, com atividade num estabelecimento de prestação de cuidados de saúde, de natureza pública ou privada, ou em instituições científicas sem fins lucrativos. As equipas podem apresentar a concurso protocolos de investigação na área da saúde, inovadores e com impacto real na saúde, que desejem ver reconhecidos e apoiados na sua implementação, e submeter as candidaturas dos seus projetos para apreciação do júri através do respetivo sítio internet.

O Prémio MSD de Investigação em Saúde distinguirá o projeto de investigação científica mais inovador e com maior impacto para a saúde. Para selecionar o Grande Vencedor, ao qual será atribuído um valor de 10.000,00€, a Comissão de Avaliação vai analisar a criatividade, a relevância do projeto para a população-alvo, a estrutura, o objetivo, a metodologia e a exequibilidade dos protocolos. Este ano, serão ainda atribuídos 1.500,00€ a cada uma das Menções Honrosas.

A Comissão de Avaliação é constituída pelos seguintes elementos: Prof.ª Doutora Catarina Resende de Oliveira, Prof.ª Doutora Emília Monteiro, Prof. Doutor Henrique Luz Rodrigues, Prof. Doutor Jorge Torgal Garcia, Prof. Doutor Manuel Abecasis, Prof.ª Doutora Mariana Monteiro e Prof. Doutor Nuno Sousa.

Em 2019, o Prémio MSD de Investigação em Saúde contabilizou uma centena de candidaturas, submetidas por equipas e instituições científicas de 28 áreas de interesse. Envolveu assim mais de 300 profissionais de todo o país. O Grande Vencedor da 1ª edição foi o projeto de investigação de tratamento da restrição de crescimento fetal (FGR), apresentado por uma equipa de investigadores da Maternidade Dr. Alfredo da Costa (MAC). Este projeto compromete-se a descobrir se a administração de heparina de baixo peso molecular tem impacto no tratamento da FGR e, desta forma, contribuir para diminuir o risco de morte fetal, reduzir o número de nascimentos de bebés muito prematuros e, consequentemente, diminuir as complicações com impacto na saúde futura do bebé.

 

Fonte: MSD; Imagem: Owen Beard/Unsplash

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, o seu contributo pode também ter a forma de publicidade.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

 

Pub

Categorias: Agenda, Ciência, Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.