Serra de Arga e Vale do Lima, nos concelhos de Viana do Castelo e Ponte de Lima, são áreas prioritárias da Forestis

Projeto piloto de agrupamentos de baldios avança em Viana do Castelo

Projeto piloto de agrupamentos de baldios avança em Viana do Castelo

Pub

 

 

A Forestis – Associação Florestal de Portugal, com o apoio da Câmara Municipal de Viana do Castelo, vai avançar com a constituição e dinamização de agrupamentos de baldios para ganhar escala e valorizar os terrenos. Numa primeira reunião, que teve lugar na freguesia de Outeiro e que contou com a presença do Vereador da Coesão Territorial, Luís Nobre, foi apresentado o projeto de agrupamento de baldios, propondo a criação de Agrupamentos de Baldios em Santa Luzia / Areosa / Carreço / Santa Maria Maior, Monte de Roques, Santa Leocádia de Geraz do Lima e ainda na freguesia de Outeiro.

O projeto piloto foi lançado com a intenção de criar agrupamentos com um mínimo de 2,5 hectares e um máximo de 7,5 hectares.

Em fevereiro, foi firmado um contrato-programa entre o Instituto de Conservação da Natureza e Florestas e a Associação Florestal de Portugal, tendo por objeto o suporte das ações tendentes à constituição e dinamização de Agrupamentos de Baldios, criados para obtenção de escala de área e/ou complementaridade de recursos para valorização e melhor exploração de terrenos baldios.

Assim, a proposta passa pela constituição de agrupamentos, abrangendo as áreas prioritárias de Serra de Arga e Vale do Lima, nos concelhos de Viana do Castelo e Ponte de Lima.

Ação no terreno

Entre as ações propostas, destaque para a capacitação de recursos humanos e técnicos a desenvolver no âmbito do movimento Forestis e dirigidas aos técnicos das Organizações de Produtores Florestais (OPF) e órgãos gestores dos baldios; capacitação sobre a Lei dos Baldios; planeamento económico, contabilístico e fiscal; planeamento, ordenamento e gestão florestal; gestão organizacional e contratos; capacitação para a realização de avaliações dendrométricas e inventário florestal; capacitação para a gestão de áreas comunitárias; entre outras.

Está ainda prevista a constituição, dinamização e funcionamento das Assembleias de Compartes, a desenvolver junto dos órgãos gestores de cada unidade de baldio, para apoio administrativo, organização documental, realização de assembleias, cadernos eleitorais, planos de atividades e relatório de contas; elaboração de regulamento interno de cada baldio; elaboração do regulamento interno do Agrupamento de Baldios; apoio para a inscrição do baldio nas finanças; e cumprimento das obrigações legais previstas na Lei dos Baldios.

Fica ainda previsto o Planeamento, ordenamento e gestão florestal, a desenvolver junto dos órgãos gestores de cada unidade de baldio e, no âmbito da Defesa da Floresta Contra Incêndios, é definida a execução de gestão de combustíveis de 100 hectares/ ano.

A constituição de Agrupamentos de Baldios prevê ainda a elaboração de estudos e de projetos temáticos e de investimento, nomeadamente levantamentos dos ativos históricos, culturais e etnográficos; levantamento dos ativos florísticos e faunísticos de elevado valor ambiental; levantamento e proposta de percursos de interpretação ambiental / pedestres / BTT e outros desportos de natureza; elaboração de projetos de investimento e estudos de viabilidade económica.

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - 1ª página - diário digital generalista de âmbito regional

Imagens: (0, 1) AFL

**

VILA NOVA: conte connosco, nós contamos consigo.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu contributo – ocasional ou periódico – sob a forma de donativo através de netbanking, multibanco ou mbway.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

Envie-nos os seus dados fiscais. Na volta do correio receberá o respetivo recibo. Gratos pelo seu apoio e colaboração.

*

Pub

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.