Potenciar curiosidade e criatividade de modo a enfatizar valores coletivos

Formação | Na construção de uma escola de saberes, Esposende afirma: ‘Eu sou Património’

Formação | Na construção de uma escola de saberes, Esposende afirma: ‘Eu sou Património’

Pub

 

 

Realizou-se em Esposende a ação de formação “Eu sou Património”, dirigida a professores dos ensinos Básico e Secundário, numa parceria entre o Centro de Formação da Associação de Escolas (CFAE) de Barcelos e Esposende e a Câmara Municipal de Esposende. Contando com a participação de diversos formadores, nomeadamente dos professores universitários e investigadores Brochado de Almeida, Sérgio Rodrigues, Rui Morais e Álvaro Campelo, um dos principais objetivos desta iniciativa está associada à participação da comunidade escolar na construção de uma escola de saberes em estreita relação com o património material e imaterial na dimensão histórica e cultural.

“Eu sou património – valorização do património local” arrancou em 25 janeiro, culminando agora, após sete ações que decorreram no Centro Interpretativo de S. Lourenço, em Vila Chã, Esposende.

A encerrar a formação, realizou-se uma visita orientada, com passagem pela Igreja da Misericórdia de Esposende, Casa das Marinhas, Dólmen do Rápido III e o Menir de S. Paio de Antas, Centro Cultural e Quinta de Curvos, em Forjães.

Tendo como temática o “Património Cultural do concelho de Esposende”, nomeadamente o Arqueológico, o Arquitetónico, o Náutico-Marítimo e o Imaterial, o Município de Esposende pretende, com esta formação, enfatizar os valores coletivos, integrando na escola os valores dos futuros cidadãos e fomentando o respeito pelo passado comum.

Com esta ação, ambiciona-se igualmente envolver a comunidade educativa no projeto “Eu sou Património”, promovendo a partilha de ideias, a criação de recursos e uma participação conjunta na reflexão sobre a implementação de diferentes práticas pedagógicas, nos diversos contextos educativos, para potenciar a curiosidade e a criatividade dos seus alunos.

Nesta iniciativa, cofinanciada pelo Programa Operacional do Capital Humano do Portugal 2020, pretendeu-se, ainda, responder à necessidade de formação manifestada ao nível de aprendizagens diferenciadas e atualizadas, no desenvolvimento dos aspetos programáticos ligados à História e ao Património Cultural Local.

Fonte e Imagem: Município de Esposende

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, o seu contributo pode também ter a forma de publicidade.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.